Joana Rita nasceu em Lisboa e ao segundo dia de vida foi viver para a aldeia de Dona Maria, onde se fez saloia.

Estudou filosofia e durante uns anos fez de conta que era bancária. Alimentou sempre o gosto pela escrita, produzindo conteúdos para sites e blogues, na área da cultura.

Gosta de inventar palavras novas, de fazer perguntas e de conversas à volta de café.Actualmente, trabalha em social media e apresenta-se como uma  (não) professora de filosofia (para crianças). “Tu és, claramente, a pessoa do manjerico” – foi assim que, num dia gerador, Pedro Saavedra a definiu.

joanarssousa.blogs.sapo.pt