(Aviso à tripulação: começámos pelo fim para aguçar a curiosidade)

Despiu em Dezembro do ano passado a pele de Walter Benjamim. Matou-se o Walter no Lux Frágil, em Lisboa, e ficou o Benjamim. Instalou-se de malas e bagagens, e de coração, na música cantada em português. Escreveu, compôs e deu a volta a Portugal em 33 datas non-stop.

Porque um aviso à tripulação nunca vem só: há registos desta viagem, aqui, e já ouvimos relatos de pessoas que, depois de os verem, sentiram alguma inveja. Controlem-se por favor.

Lançou no passado fim-de-semana, na Galeria Zé dos Bois, o primeiro disco, Auto Rádio, o mesmo que levou dentro da sua Volkswagen ao longo de 5670 km de tour.

No dia 10 de Outubro, o Benjamim vem ter connosco ao Príncipe Real e encerra o Trampolim Gerador #2, na Embaixada Lx, às 22H30, mesmo a tempo da sobremesa!

A não perder! ;-)

(Fotografia de Gonçalo Pola)