Hoje o Gil encontra-se na esquina com o Jon, designer e ilustrador ;-)

Qual é a tua memória mais antiga?

A memória mais antiga que tenho é um pouco turva e no mínimo estranha, quase como um sonho. Não sei bem definir, mas parece que se passa num ginásio / pavilhão e tenho duas pessoas a chamar por mim que devem ser os meus pais. Quando comecei a pintar, ofereci um quadro a minha mãe com essa lembrança, ficou mesmo feio.

Qual foi a última vez que testemunhaste algo de transcendente?

Há cerca de dois anos, no verão, testemunhei a maior chuva de estrelas numa praia em Portimão. Parecia que estava a ver um filme em imax, sem as pipocas e sem os bancos confortáveis.

Qual é o teu lugar favorito?

 Tenho muitos lugares favoritos, mas por agora provavelmente a costa vicentina tem sido o meu sítio de eleição. Sempre que tenho um fim‑de‑semana mais livre fujo para lá, e sempre fico mais perto de casa ;)

E conta-me uma história em que penses, a que regresses.

Gostaria de regressar ao tempo em que a minha avó me ia buscar ao infantário à hora de almoço para me livrar da agonia de comer arroz de peixe ( à quinta-feira) ou ao fim da tarde para lanchar no café da esquina uma pata de veado e um leite de soja com sabor a morango. É estranho sentir falta destes tempos porque hoje em dia como arroz de peixe e odeio leite de soja.

Entrevista por Gil Sousa