A Cinemateca junta-se à Associação Os Filhos de Lumière na organização de um um encontro dedicado às múltiplas vertentes da relação entre o Cinema e a Educação. O encontro, aberto a todos os interessados, decorre na Sala M. Félix Ribeiro nos dias 21 e 22 de abril .

Neste encontro, vais poder ouvir autores e investigadores de várias áreas – tanto do lado da educação como do lado do cinema – que serão convidados a levantar questões e a debater o tema, cruzando experiências e ideias numa agenda de discussão aberta. 

Olha aqui o programa: 

20 Abril  – 21h30

RÉVOLUTION ÉCOLE (1918-1939) de Joanna Grudzinska

Com base em documentos de arquivo hoje em grande parte esquecidos, Joanna Grudzinska analisa as tentativas radicais de concetualização e construção de uma nova escola que nasceram na Europa no rescaldo da Primeira Guerra Mundial, que foram rapidamente interrompidas pelo contexto da Segunda, e que só parcialmente foram retomadas depois.

França | 2016 | 85 min
Legendado em português | M/12

Com a presença de Joanna Grudzinska
Projeção seguida de debate

 

21 Abril

10h00-13h00

PEDAGOGIA, ARTES, CINEMA: INTERESSAR A ESCOLA / TRANSFORMAR A ESCOLA

Intervenções:
Miguel Honrado, Secretário de Estado da Cultura
Maria Emília Brederode Santos
José Manuel Costa
Pierre Marie Goulet
Teresa Garcia
João Mário Grilo
Alain Bergala

 

14h00-17h00

ESTUDOS DE CASO: PROJETOS NACIONAIS E TRANSNACIONAIS / A SENSIBILIZAÇÃO AO CINEMA DENTRO E FORA DA ESCOLA

Intervenções:
João Costa, Secretário de Estado da Educação
Elsa Mendes (Plano Nacional de Cinema)
Ana Eliseu / Rossana Torres (Associação “Os Filhos de Lumière”)
Neva Cerentola (Cinemateca Júnior)
Nathalie Bourgeois (Le Cinéma, cent ans de jeunesse)
Lena Rouxell (CinEd)
Jacques Lemière (Université Lille 1)
Guilherme de Oliveira Martins

 

19h00

SELSKAYA UCHITELNITSA (“A PROFESSORA DA ALDEIA”), de Mark Donskoy com Vera Maretskaia, Pavel Olenev, Daniil Sagre

Neste filme, realizado num momento não muito fácil para a cinematografia soviética, Mark Donskoi aborda um tema clássico na cinematografia do seu país: o choque entre o velho e o novo: uma professora primária é mandada para uma aldeia na Sibéria, onde reina a mais completa ignorância. Ocorre a Revolução Bolchevique, os anos passam e os alunos tornam-se eles mesmos professores, num filme que exalta as virtudes da educação na construção de uma sociedade. 

União Soviética, 1947 – 100 min / legendado eletronicamente em português | M/6

 

22 Abril

10h00-13h00

A UTILIZAÇÃO DO CINEMA NO SEIO DO SISTEMA ESCOLAR: O PONTO DE VISTA DOS PROFESSORES

Intervenções:
Professores das escolas Marquesa de Alorna, Pintor Almada Negreiros, Luis António Vernay (Lisboa), Escola Secundária de Pinhal Novo, Agrupamento de Escolas de Mértola e Escola Secundária Damião de Goes (Alenquer)