Cabe um mundo inteiro em Lisboa. E é por isso que o grande palco do Festival TODOS continua a ser uma celebração da interculturalidade, com espectáculos, conversas, exposições, gastronomia e outras surpresas a descobrir, de hoje a dia 13 de Setembro. 

A viagem pelo mundo dentro da cidade, que comemora a sua 7ª edição, convida à descoberta da Colina de Santana. Como são 4 os cantos do mundo, a comemoração centra-se no Jardim Braancamp, mas estende-se à Gomes Freire, à Pena e ao Paço da Rainha.

#ogeradorsugere

Passos e Paços

Abrem-se várias portas da Colina de Santana, desde palácios, faculdades, conventos ou hospitais. O TODOS revela assim os mistérios e peças fundamentais desta zona da cidade. Há visita guiada pelo Coronel Victor Lourenço à Academia Militar, um percurso pela colina que começa no Largo do Conde Bombeiro, passa pelo Campo Mártires da Pátria e acaba na Calçada de Santana; uma viagem no tempo ao renascimento dentro da Nova Medical School; uma ida ao Convento da Encarnação da Ordem de Avis e uma viagem pelas memórias da assistência em Lisboa durante 500 anos, no Hospital de São José.

11SET – 15H

12 SET – 15H-17H

Teatro das Compras 

A Academia Militar acolhe o projecto Teatro das Compras, recriando nos seus espaços palcos onde os performers dão corpo e voz a textos de Afonso Cruz.

12 SET – 11H15-13H

Arte Urbana 

Há arte urbana na colina com um Workshop LATA’65, com orientação da Lara Seixo Rodrigues, e um Mural LATA’65, com os participantes do workshop. A Lara convida os habitantes do bairro, maiores de 65 anos, a conhecer e descobrir a arte urbana, onde são convidados a compor o seu tag na parede. Em permanência numa fachada está o artista VIOLANT que, inspirado na história rica deste território, vai intervencionar uma fachada que pode ser vista em qualquer um dos dias.

7+8 SET 14H30-18H (Workshop LATA’65)

10+11 SET 9H-17H (Mural LATA’65)

12+13 SET 15H-19H (Mural LATA’65)

Todos a olhar para trás 

Exposição fotográfica no Hospital Miguel Bombarda, um espaço carregado de memórias, onde a passagem do tempo é protagonista de duas exposições fotográficas: a TODOS, uma exposição de todas as exposições do Festival e Miguel Bombarda.Memórias, uma colecção de retratos e situações quotidianas da vida de internados psiquiátricos.

Pasta e Basta: O Espectáculo

Teatro culinário interculturalinguístico: “uma intersecção de vidas e de momentos ligados por ingredientes de várias geografias”, de Giacomo Scalisi em co-criação com Miguel Fragata e Afonso Cruz, na Galeria Monumental.

12+13 SET – 11H30

Banco do Tempo

Um projecto coreográfico, criado e interpretado por Romulus Neagu e Tiberius Neagu e música ao vivo de André Cardoso. Um diálogo entre um pai e um filho de 10 anos.  Depois do espectáculo, pais e filhos no público são convidados a colaborar num workshop que tem como base as relações físicas e afectivas entre adultos e crianças.

12 SET – 15H30 e 13 SET – 11H30

Les Impromptus 

22 acrobatas da Companhia XY enchem o Jardim do Campo Santana de extravagantes acrobacias.

11 SET – 19H

1 Café + 1 Árvore 

Uma iniciativa informal que tem por objectivo partilhar conhecimento sobre as árvores mais comuns em Portugal. A Vera Ramos revela 12 habitantes especiais do Jardim do Campo Santana.

13 SET  11H30-12H30

Pratos e Mundos 

O pic-nic de todos os continentes com cozinheiros amadores do Brasil, Bulgária, Cabo Verde, China, Colombia, Guiné, India, Irão, Itália, Letónia, Portugal, Roménia e Russa, partilham os seus mundos culinários. Um pic-nic do mundo.

Lotação limitada: marcação prévia no máx. 4 reservas por pessoa

13 SET 13H-15H30