A última Ignição Gerador de 2017 tomou conta do incrível Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, numa viagem que começou pelo novo museu e que terminou no edifício antigo.

Antes da Revolução

Em 2016, várias pessoas completamente desconhecidas ganham uma nova liberdade. Estavam antes presas por amarras que não mais voltariam a segurá-las dentro dos quartos, das gaiolas, das câmaras, mas principalmente dentro dos olhares castradores das pessoas à sua volta. A liberdade chegara de uma forma tão sublime quanto inesperada e natural e ficaria para sempre numa revolução que acontecera dentro delas. Revolucionadas por dentro aguardam a revolução cá fora. Uma experiência de leitura com som ao vivo onde o diálogo entre intérpretes também pode fazer a revolução acontecer. Duas personagens, uma narradora e dois sonoplastas encontram-se aqui ao vivo e de forma irrepetível.

Narração: Carla Chambel

Sonoplastia: Rui Miguel e Jorge Cabanelas

Textos: Pedro Saavedra

Concerto Para Olhos Vendados

Que importância tem o som no nosso dia-a-dia? Continua a ser, como preconizado por Murray Schafer, compositor canadiano, nos idos de 1970 do século passado, o mais negligenciado elemento da nossa paisagem? Não será o som também caracterizador da identidade das nossas aldeias, vilas e cidades? Qual será, por exemplo, o som produzido por formigas em contacto com um microfone? E o dos veados na sua brama sazonal? E o dos moinhos e rodas de água, misturado com as histórias de vida de pastores e agricultores de mãos calejadas pelo tempo?

É na tentativa de resposta a estas questões que surge o conceito Concerto Para Olhos Vendados, partindo da premissa de que muitas vezes paramos para ver, mas raramente o fazemos para ouvir! O público é convidado a vendar os olhos, deixando que outros sentidos se despertem…

Autoria e edição sonora: Luís Antero