IGNIÇÃO GERADOR FEVEREIRO 2017

 

E FABULAÇÃO

Fabular (v. tr.):

  1. Inventar (sucessos fabulosos).
  2. Adulterar (os factos, narrando-os).
  3. Fabulizar.

(v. intr.)

  1. Fazer história de má-fé ou sem critério.
  2. [Figurado] Mentir.

e-Fabulação: Uma performance onde não acontece absolutamente nada – pelo menos até ser recontada nas redes sociais. Como a vida, n’est-ce pas?

Conceito e execução de Adriana Moniz

Apoio ao jargão de Helena Reis Silva

MEET ME IN THE MIDDLE

É uma conversa em linguagens distintas com um objectivo comum: encontrarem-se na sincronia da sua diferença. Este é o segundo evento desta conversa, which has to do with working under the awareness of the other. Gwendolyn is dutch and lives and works in Lisbon. She is a visual artist questioning the relations between colours, about what we really see or what we accept to be truths about seeing, working to understand how these relations are built. Joaquim é português e também vive e trabalha em Lisboa. É músico e na diversidade do seu trabalho a linguagem e o ritmo são ferramentas para o entendimento, para a aproximação ao outro. Perceber o tempo, o som e criar um ritmo que reverbere nas pessoas is not so different from composing and creating movement in a painting. Uma bateria, an empty canvas and yellow, red and blue pigments podem prová-lo and be the tools and vocabulary of this conversation. Uma canção só existe quando é ouvida, a painting is it when it is seen, esta conversa transforma-se em performance por que o entendimento que a Gwendolyn e o Joaquim procuram can only be fully witnessed by a viewer, in the middle.

Criação colectiva de Quim Albergaria e Gwendolyn van der Velden