Em Fevereiro de 2018 estivemos pelo encantador Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, que esteve fechado em exclusivo para a primeira Ignição Gerador de 2o18.

Projecto Manifesta

O Projeto Manifesta tem como ponto de partida investigar, traduzir e ler manifestos que sejam desconhecidos por quase todos. Para esta Ignição Gerador, no Palácio Nacional da Ajuda, os Possessos levam a canção “Semana Sangrenta” escrita por Jean Baptiste de Clément durante a Comuna de Paris (1871). Os Possessos são uma jovem companhia de teatro criada em 2013 e sediada em Lisboa.

Concepção e Escolha de Textos – Isabel Costa

Produção – Catarina Rôlo Salgueiro

Interpretação – Os Possessos e amigos

Arranjo Musical – Ana Amaral e Daniel Carvalho

Direção Musical – Rafael Gomes e Marco Mendonça

Um projeto produzido pelos Possessos

Rota (pequena história de uma família)

Uma performance sobre uma pequena história de uma família e a apresentação de um filme. Através da pesquisa e recolha de imagens pessoais e de arquivos familiares (particulares ou anónimos), revisitamos esse universo, uma manipulação através da montagem, implementando colagens e fragmentos sonoros, explorando a ideia da imagem numa experiência do tempo que passou e do tempo que não passa, numa memória que se expande no espaço, criando, assim, pequenos momentos e várias possibilidades narrativas. Um tempo e espaço diferente num diálogo entre passado e presente. Rota (pequena história de uma família) é o confronto com a imagem, com aqueles nela representados, recorrendo a suportes e dispositivos de imagem associados ao universo afectivo familiar, utilizando um dispositivo de vídeo, para o transporte das memórias-imagens em directo.

Imaginário familiar – Linha de tempo

Criação e pesquisa – Tânia Dinis

Apoio à criação – Jorge Quintela

Com a participação da minha avó Ermelinda de Jesus

Créditos – Fotografia de João Bettencourt Bacelar