Mesclado por Tio Rex 

Acho que, de uma maneira ou de outra, as 10 canções que escolhi partilham a minha enorme nutrição por elas, no sentido em que todas me provocam um sentimento de desarme perante o génio nas composições e arranjos, ou pelo significado e marca que em mim deixaram através das suas mensagens. Assim, e em ordem cronológica:

1- Fancisco Fanhais – “Porque” (1970)

2- Adriano Correia de Oliveira – “E Alegre se Fez Triste” (1971)

3- Quinteto Tati – “Valsa Quase Anti Depressiva” (2004)

4- More Than a Thousand – “In Loving Memory” (2004)

5- O Bisonte – “Tudo de Bom” (2012)

6- Norberto Lobo – “Golden Pony Blues” (2012)

7- Rafael Carvalho – “Origens” (2012)

8- Gobi Bear – “Animals” (2013)

9- Momo – “Recomeço” (2013)

10- Allen Halloween – “Marmita Boy” (2015)