Antonio Bastos é o obreiro da Mescla de hoje, com escolhas portuguesas que viajam no tempo. É músico e fundador da editora YOU PLUG ME records. Ouve aqui a sua música You make me feel! :)

Mesclado por Antonio Bastos

Olá – PZ

“Olá, tudo bem”, a melhor forma de dizer olá. Um clássico de cumprimento numa electrónica ácida que no fundo ninguém quer saber se alguém está bem, “espera aí que tenho de fazer isto”.

Amar Pelos Dois – Salvador Sobral

Um arranjo de pedaço de música jazz com bossa nova que nos leva a pensar que será possível Amar Pelos Dois.

É Normal – B Fachada

Fusão entre o social House e o social patrão que no fundo é a vida real num ambiente onde a tradição já não é o que era.

Far Away Place – Xinobi

Lugar vindo de algures, onde existe paisagens sonoras com muitos espaços libertadores, cascatas e alguns sons que te movem em direcção à tua imaginação.

Come Over – Mirror People

Música Portuguesa de excelência, elegância transmite uma contemporaneidade aliada a uma sensualidade ímpar.

Povo Que Lavas No Rio – António Variações

O visionário da música portuguesa, numa versão com água pura e alma de chão sagrado.

Chico Fininho – Rui Veloso

Chico esperto é o Chico Fininho, fino fino que se bebia sempre na sua cantareira. Chicos Fininhos ainda hoje existe, raça com muita força.

Óculos De Sol – Natércia Barreto

Um disfarce onde a Portugalidade sabe onde nos encontrar nos meandros do pensamento.

PlayBack – Carlos Paião

Estes dias são assim em PlayBack, onde a alma não fala, muito menos sente, faz só Play-Back, e quando sente é um acontecimento, mas o futuro sorri.

Não Venhas Tarde – Carlos Ramos

O fadinho é sempre a nossa música, Portugalidade e tradição são sem azedume a nossa essência, porque afinal tu sabes bem que eu vou, por isso meu amor não venhas tarde.