E não é que o Gerador até para debaixo de solo vos leva? É verdade: há canto lírico e guitarra na imensidão de água da cisterna mais bonita de Lisboa :-)

A intervenção cénica e musical foi concebida por Mário Redondo e é interpretada por Sara Afonso, acompanhada de Augusto Baschera na guitarra.

Acontece às 16H, com repetição às 17H e às 18H, no Reservatório Patriarcal de Lisboa ;-)

PS: Há surpresas para os que por lá aparecerem, mas só para esses…