A partir de dia 22 de junho e até 1 de setembro, as escadas do Quebra Costas, em pleno Centro Histórico de Coimbra, vão ser invadidas por jazz todas as sextas-feiras e sábados.

Esta é já a sétima edição do festival que, todos os anos, enche os degraus com o melhor que se faz no jazz em Portugal.

Este ano, o cartaz tanto viaja pela história do jazz com uma homenagem ao dixieland, como convoca sons da América Latina. Propõe solos, com um espetáculo do consagrado Carlos Barretto, e aposta num jovem ensemble, premiado em março deste ano. Maria João regressa ao festival para apresentar dois espetáculos diferentes e Salvador Sobral atua pela primeira vez. Haverá ainda uma homenagem a Carlos Paredes, cujo pai viveu num 1.º andar não muito longe das escadas que agora se tornam palco, com o projeto de Bernardo Moreira, naquele que será o cenário ideal para a sua apresentação.

A organização e programação são da Associação Cultural Quebra Costas, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Coimbra, União das Freguesias de Coimbra e Turismo Centro Portugal.

No total são 23 noites, 15 espetáculos e 11 fins de semana, todos de entrada livre. É só escolheres o teu degrau ;-)

Consulta a programação completa aqui.

 

Fotografia por tatlin, pixabay