Está a chegar a 5ª edição do Westway LAB,  o festival que reúne em Guimarães artistas e profissionais da música, emergentes e consagrados, da cena nacional e internacional.  Esta é até agora a edição mais ambiciosa do festival e vai decorrer de 11 a 14 de abril, no Centro Cultural Vila Flor.

O programa é maioritariamente constituído por bandas portuguesas mas conta ainda com um convidado especial, a Aústria. Irão também estar presentes no evento 26 export offices (gabinetes de exportação) vindos de toda a Europa e de vários festivais europeus (da Suécia, Reino Unido, Espanha, Áustria, Eslovénia, Polónia, Luxemburgo, Alemanha e Itália), através do projeto de cooperação europeu Innovation Network of European Showcases (INES).

Mais do que um festival, o Westway LAB é um laboratório de experimentação e de estímulo à criatividade. Traz à cidade um programa rico e variado, dando espaço para a criação musical e audiovisual, mas também para a intervenção urbana e para o diálogo, através das Residências Artísticas e de vários Showcases, Conferências PRO e Talks.

No âmbito das conferências profissionais, o grande destaque deste ano é Peter Smidt, fundador do Eurosonic. Mas haverá ainda muito mais para aprender com os vários nomes que preenchem a programação, dividida por 3 salas temáticas: Westway PRO, WHY Portugal Event e INES Sessions.

Nas Talks, os artistas que integraram as residências têm a oportunidade de partilhar com um público todos os pormenores da sua experiência. Em vários locais da cidade vai falar-se precisamente da importância de criar e, em particular, de criar em Guimarães.

Já a nível de concertos, os palcos vão ser tomados por nomes como Manel Cruz, Leyya, Stereossauro, Isaura e Omiri.

No último dia do festival, o palco passa a ser o centro da cidade de Guimarães. Há showcases de acesso gratuito distribuídos por um roteiro que qualquer um pode descobrir, já que o acesso é gratuito. Aqui vamos poder ficar a conhecer o trabalho de artistas portugueses como Mathilda, Gobi Bear e Joana Guerra, ou de artistas internacionais como Elizabete BalcusVita and the Woolf.

Os passes variam entre os 7,5 eur e os 12 eur, sendo que existe sempre a opção de assistir apenas às iniciativas gratuitas. Para saberes mais sobre o festival e comprares o teu bilhete clica aqui.