fbpx

junho, 2020

03jun18:3019:30Destaque Conversas Centrais | O papel do feminismo na cultura portuguesaUma conversa com Alexa Santos, Carla Cerqueira e Catarina Furtado

Quando

3 junho quarta-feira 18:30 - 3 junho quarta-feira 19:30

Detalhe do evento

Pode definir-se Feminismo ou há várias vertentes que o definem? Quando começou, por quem e de que forma se fez notar em Portugal? O que observamos na cultura portuguesa que é fortemente marcado pelo movimento feminista? Que organizações feministas existem no nosso país e quais as dificuldades que ainda encontram? E será que existe Feminismo fora dos movimentos feministas?

Na próxima conversa sobre “O Papel do Feminismo na Cultura Portuguesa”, o Gerador convida Alexa Santos, ativista pelos direitos de pessoas LGBTI+ e feminista anti-racista, Catarina Furtado, apresentadora de televisão, embaixadora de Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) e Presidente da Associação CORAÇÕES COM COROA, e Carla Cerqueira, investigadora do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), com projetos e iniciativas na área dos estudos de género, diversidade e média, para trazer à discussão o quanto as mulheres têm caminhado, estudado, conquistado, lutado, desafiado para poderem ser livres e respeitadas na sua condição.

Todos os dias temos momentos culturais no nosso site. Desde duetos em direto com artistas de áreas culturais diferentes, passando por conversas semanais ao vivo moderadas por um jornalista do Gerador, a leituras encenadas sempre às quintas-feiras, até a workshops de tudo o que pode ser útil para casa. Descobre aqui o nosso plano semanal.

Mais

Oradores deste evento

  • Catarina Cerqueira

    Catarina Cerqueira

    A sua tese centrou-se na cobertura jornalística do Dia Internacional das Mulheres na imprensa portuguesa (1975-2007). Foi bolseira (2013-2019) de pós-doutoramento em Ciências da Comunicação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, com um projeto que cruza a cobertura jornalística dos temas de género com as estratégias de comunicação das ONG da área da cidadania e igualdade de género. Atualmente é investigadora do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), onde tem estado envolvida em projetos e iniciativas na área dos estudos de género, diversidade e média e integra a equipa coordenadora do Seminário Permanente de Comunicação e Diversidade. É também nestas áreas que tem publicado em livros e revistas nacionais e internacionais, orientado teses, organizado os mais diversos eventos científicos e participado como formadora e consultora. Foi vice-coordenadora da secção de Género e Comunicação da Associação Europeia de Investigação em Educação e Comunicação (ECREA). Integra a Rede Internacional de Jornalistas com Perspetiva de Género e a Rede GAMAG (Global Alliance on Media and Gender) Europa, coordenando a equipa de Research & Policy. Além disso, participa em várias organizações científicas e não-governamentais na área dos direitos humanos, igualdade de género e feminismos. Integra o Conselho de Opinião da RTP em representação das ONG do Conselho Consultivo da CIG - Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género.

  • Catarina Furtado

    Catarina Furtado

    Apresentadora, atriz, Embaixadora de Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) e fundadora e Presidente da Associação CORAÇÕES COM COROA. Co-autora dos documentários “Dar a vida sem morrer” e das séries documentais “Príncipes do Nada” (com o produtor Ricardo Freitas) na RTP, bem como autora dos livros “O que vejo e não esqueço”, e "Adolescer é fácil#sóquenão".

  • Alexa Santos

    Alexa Santos

    Formada em Serviço Social pela Universidade Católica de Lisboa em Portugal e Mestre em Género, Sexualidade e Teoria Queer pela Universidade de Leeds no Reino Unido. Trabalha em Serviço Social há mais de dez anos e é ativista pelos direitos de pessoas LGBTI+ e feminista anti-racista fazendo parte da direção do Instituto da Mulher Negra em Portugal e da associação pelos direitos das lésbicas, Clube Safo. Mais recentemente integrou o projeto de investigação no Centro de Estudos da Universidade de Coimbra, Diversity and Childhood: transformar atitudes face à diversidade de género na infância no contexto europeu.

{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}
X
X
Copy link
Powered by Social Snap