O Festival Dias da Dança regressa de 20 a 30 de abril, com um programa que aposta na criação nacional. Este ano, o festival será adaptado às condicionantes provocadas pela pandemia, num formato ao vivo, e online.

Depois de uma pausa de um ano, devido à pandemia, o “DDD – Festival Dias da Dança”, está de volta de 20 a 30 de abril, numa edição renomeada “DDD – No Palco/Em Casa”. O festival, que inicialmente tinha sido idealizado para se realizar exclusivamente em formato digital, irá acontecer nos palcos online e ainda nos palcos do Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos e Viana do Castelo, consoante a reabertura dos teatros.

Esta será a quinta edição do DDD e promete “uma vasta programação” composta por espetáculos portugueses e estrangeiros que, segundo declarações da Organização à LUSA, “espelham a diversidade coreográfica tão presente no ADN do festival”.

Apesar de já serem conhecidos alguns nomes que haviam sido anunciados para a edição cancelada de 2020, como os franceses (LA) HORDE, com o Ballet National de Marseille, a sul-coreana Eun-Me Ahn, o coreógrafo Victor Hugo Pontes e o encenador Tiago Rodrigues, com La Ribot e Mathilde Monnier, a programação só será revelada na íntegra, a 08 de abril. Segundo a organização, “também, não vão faltar as habituais e concorridas festas de abertura e de encerramento (que este ano migram para as plataformas digitais)”.

Local: Online e em Locais a confirmar;
Horário: Não disponível;
Preço: Gratuito.
Fotografia disponível via Pexels