Como estar em frente a um grupo de desconhecidos sem tremer as pernas e ainda assim defender fluentemente uma ideia?

Todos nós, merecemos tanto o direito a ficar nervosos, como o direito a fazer um brilharete numa apresentação pública, basta acreditar, subir ao palco e encarnar a melhor personagem.

Quais são os objetivos deste ofício?

  • Criar uma biografia pessoal.
  • Interpretar o quotidiano.
  • Reconhecer e representar o outro.
  • Dinamizar a criação do grupo.
  • Auto-avaliar o percurso.

Qual é o mapa das aulas?

Aula 1 | Biografia do Participante

Conversa de apresentação das sessões e discussão sobre as biografias que cada um entregou. (As biografias terão de ser entregues antes da primeira sessão).

Aula 2 | Biografia da Personagem

Interpretação baseada na troca de biografias pessoais entre participantes, tornando as bios dos participantes em bios de personagens.

Aula 3 | Biografia da Personagem (Continuação)

Interpretação baseada na troca de biografias pessoais entre participantes, tornando as bios dos participantes em bios de personagens.

Aula 4 | Visita a Escola de Teatro

Visita a uma aula prática de uma escola de teatro.

Aula 5 | Criação de Situação Narrativa Colectiva

Exercício de criação e montagem de cenas colectivas baseada na soma das experiências pessoais das personagens criadas anteriormente. Efeito de liderança carismática para a criação narrativa que envolve várias personagens anteriormente apresentadas.

Aula 6 | Criação de Situação Narrativa Colectiva (Continuação)

Exercício de criação e montagem de cenas colectivas baseada na soma das experiências pessoais das personagens criadas anteriormente. Efeito de liderança carismática para a criação narrativa que envolve várias personagens anteriormente apresentadas.

Aula 7 | Apresentação do Discurso Público Individual

Apresentação e discussão de discursos públicos, no formato de monólogos, criados por cada um dos participantes, a partir das personagens criadas.

Aula 8 | Apresentação do Discurso Público Individual (Continuação)

Apresentação e discussão de discursos públicos, no formato de monólogos, criados por cada um dos participantes, a partir das personagens criadas.

Aula 9 | Reforço das Situações Colectivas e Discursos Individuais

Apresentação e discussão das várias cenas criadas pelos participantes.

Aula 10 | Auto-avaliação dos Participantes

Auto-avaliação e discussão das várias cenas apresentadas pelos participantes.

Quais as datas das aulas?

A Escola Gerador tem 3 temporadas ao longo do ano, com início em janeiro, abril e outubro.

Na terceira temporada o ofício de Tecnologias da Interpretação decorre maioritariamente à quinta-feira, entre as 19h30 e as 22h, nos dias:

3, 10, 17, 24 e 31 de Outubro

7, 14, 21 e 28 de Novembro

5 de Dezembro

Como é feita a avaliação?

Cada ofício tem um conjunto de 4 critérios claramente definidos. Dois desses critérios existem em todos os ofícios da Escola Gerador e outros dois são da responsabilidade de cada professor.

Critérios Escola Gerador

Participação: Capacidade do estudante intervir de forma positiva, valorizando-se a proatividade. Vale 20 % da nota final.

Criatividade: Capacidade de encontrar soluções originais para os desafios apresentados. Vale 20 % da nota final.

Critérios escolhidos pelo Prof

Conhecimento: Capacidade de utilizar os conhecimentos adquiridos nos desafios apresentados. Vale 20 % da nota final.

Projeto: Qualidade técnica e argumentativa na defesa das personagens criadas. Vale 40 % da nota final.

De que forma são premiados os dois estudantes com melhor proveito?

Ignição Gerador

Participar com uma ideia inédita, baseada neste ofício, numa edição da Ignição Gerador.

Onde posso ver informação mais detalhada?

Aqui tens acesso a um pdf pronto para download com tudo o que importa sobre este ofício.

Aqui podes consultar o nosso regulamento.

Aqui sabes um pouco mais de quem é o teu Prof.

Aqui podes mandar-nos um mail com dúvidas, questões ou elogios.

Créditos: foto por Diana Mendes, na Ignição Gerador de junho de 2019