fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

 

As democracias sob ameaça, as incertezas trazidas pela ascensão da inteligência artificial, a sociedade em crescente polarização, a guerra e os sucessivos testes à paz internacional. Onde cabem a cultura e a criatividade num contexto que parece tão sombrio?

Foi este o mote da quarta edição do Oeiras Ignição Gerador, o festival que, de 17 a 20 de maio de 2023, ocupou o centro histórico de Oeiras com questões sobre o papel da cultura e criatividade num futuro incerto e repleto de desafios desconhecidos.

Foram 4 dias junto de mais de 40 personalidades nacionais e internacionais que nos desafiaram com as suas reflexões, numa programação que incluiu conversas, apresentações, workshops, despertadores, concertos, showcases de música, performances de dança, e, ainda, uma feira da criatividade. Sempre com muitas interrogações, atrevimentos e vontade de espreitar o amanhã.

Vê o vídeo em baixo e descobre as fotografias dos melhores momentos para reviveres o festival.

CABEÇAS DE CARTAZ

Os artistas, formadores e oradores do festival, por ordem de apresentação. Clica em cada foto para saberes mais

Inês Lampreia – Oeiras Ignição 2023

INÊS LAMPREIA

Inês Lampreia é diretora de comunicação da Materiais Diversos, desde Março de 2019, e coordena a comunicação da Agência 25. Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação (ISCTE), dirigiu em 2020 a comunicação da exposição Festa. Fúria. Femina. - Obras da Coleção FLAD. Entre 2016 e 2019 foi a responsável de comunicação da estrutura dedicada às artes performativas Alkantara e, em 2018, do programa Hospitalidade. Colabora ainda com a Compahia Maior, a produtora de exposições Terra Esplêndida e trabalhou também com o Centro Cultural de Cascais/Fundação D. Luís.

Na área do jornalismo, foi editora da revista VEGA (2004-2008) e colaboradora da National Geographic, Diário de Notícias e Fotomagazine.

Enquanto autora, foi premiada pela Casa do Alentejo na categoria de conto, em 2012, foi publicada pela Edições Pasárgada, Centro de Estudos Mário Cláudio, pela Kultivera Editions (SE), e em revistas de literatura internacionais. Escreve regularmente as Crónicas da Pós-Normalidade, publicadas na plataforma cultural Coffeepaste.
Está também ligada à área da formação, conceptualizando e desenvolvendo metodologias pedagógicas não formais nas áreas da escrita criativa, poesia visual, códigos de linguagem e educação para os média. Desenvolve e integra o projecto Young Writers Lab - An international Collaborative Laboratory for Writers&Students, desde 2016 (Suécia).

Em produção cultural foi diretora executiva do MONSTRA – Festival de Animação de Lisboa (2009-2011), coordenadora executiva da APORDOC – Associação para o Documentário (2013), produtora no Festival Alkantara (2012-2016) e no CITEN – Centro de Imagem e Técnicas Narrativas, da Fundação Calouste Gulbenkian.

Inês Lampreia
Diretora de Comunicação Materiais Diversos
MARTA GUERREIRO – Oeiras Ignição 2023

MARTA GUERREIRO

Nasceu em Setúbal de pais com naturalidade nos concelhos de Almodôvar e Castro Verde e cresce numa aldeia perto de Palmela. Aos 19 anos muda-se para o Alentejo, território que não imaginava que um dia poderia ser a sua casa, e agora já não sabe como será viver fora desta imensa planície. Licenciou-se em Animação Sociocultural, vertente de Património Imaterial, onde desenvolveu competências sobre investigação e salvaguarda de tradições culturais e neste percurso descobre as danças tradicionais e a PédeXumbo, dando assim continuidade à sua formação na dança. Ao recomeçar a dançar não consegue parar de o fazer e hoje acredita que esta é, para si, uma das formas mais sinceras e completas de comunicar. A dança tradicional liga-a ao trabalho desenvolvido pela PédeXumbo, onde desenvolve o seu projeto de final de curso com o tema “Bailes Cantados” e a partir desse momento o envolvimento nos projetos da associação intensifica-se. Atualmente coordena a PédeXumbo onde desenvolve projetos ligados à dança e música tradicional.

Marta Guerreiro
Coordenadora da associação PédeXumbo
Tiago Pereira – Oeiras Ignição 2023

Tiago Pereira

Realizador, documentarista, radialista e visualista, Tiago Pereira tem promovido e divulgado a música portuguesa, como mentor e diretor do projeto: "A música portuguesa a gostar dela própria", em várias direções, tornando-se um ativista, defensor da memória coletiva e tradição oral, realizando filmes, séries documentais, programas de rádio, programação musical e de eventos sobre o tema da cultura popular.

Tem como principal objetivo a procura de outra música, mais amadora e pouco divulgada, mais concentrada na interpretação e nas pessoas, do que no seu repertório ou no seu estudo, para que depois se disponibilizem as gravações dessa música, para estudo, fruição geral ou utilização artística. Considera que o seu trabalho deve honrar quem grava, tentando chegar ao maior número de públicos possíveis, de várias formas e meios diferentes.

Tendo sempre a atenção que o foco não pode estar no mensageiro, mas sim na mensagem, na necessidade de educar, consciencializar para a importância cultural e social de conhecer, estar, partilhar e dar a conhecer pessoas que têm conhecimentos únicos e formas de vida muito suas. Fazer entender que cada pessoa tem a sua história e que deve ter um espaço para a partilhar com dignidade. Essa partilha, essa escuta é que nos pode ajudar a todos, a sermos melhores e a pensarmos melhor o mundo e a sociedade.

Tiago Pereira
Realizador
Magda Bull – Oeiras Ignição 2023

MAGDA BULL

Produtora cultural, formada em produção e gestão de dança contemporânea pelo Fórum Dança e produção criativa em televisão pela Uni. Independente. Nas duas últimas décadas, tem trabalhado com diversos artistas independentes e estruturas nacionais de criação, produção e programação de dança, teatro e audiovisual.

Ao longo da sua experiência profissional teve oportunidade de trabalhar com diferentes programas de financiamento público e privado. Colaborou, enquanto técnica especializada, com a Direção-Geral das Artes (2017-2018) no âmbito do novo modelo de apoio às artes/programa de Apoio Sustentado 2018-2021. Desde 2018 que trabalha como gestora cultural na Companhia Olga Roriz.

Tem como principal objetivo a procura de outra música, mais amadora e pouco divulgada, mais concentrada na interpretação e nas pessoas, do que no seu repertório ou no seu estudo, para que depois se disponibilizem as gravações dessa música, para estudo, fruição geral ou utilização artística. Considera que o seu trabalho deve honrar quem grava, tentando chegar ao maior número de públicos possíveis, de várias formas e meios diferentes.

Tendo sempre a atenção que o foco não pode estar no mensageiro, mas sim na mensagem, na necessidade de educar, consciencializar para a importância cultural e social de conhecer, estar, partilhar e dar a conhecer pessoas que têm conhecimentos únicos e formas de vida muito suas. Fazer entender que cada pessoa tem a sua história e que deve ter um espaço para a partilhar com dignidade. Essa partilha, essa escuta é que nos pode ajudar a todos, a sermos melhores e a pensarmos melhor o mundo e a sociedade.

Magda Bull
Produtora cultural
Susana Fonseca – Oeiras Ignição 2023

SUSANA FONSECA

É fundadora e membro da direção da organização não governamental de ambiente ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável, desde janeiro de 2016, onde coordena a área “Sociedades Sustentáveis e Novas Formas de Economia” e onde atualmente colabora. Faz parte do grupo de fundadores da Coopérnico – Cooperativa de Desenvolvimento Sustentável, CRL. É doutorada em Sociologia pelo ISCTE – IUL e foi investigadora na área da Sociologia do Ambiente cerca de duas décadas no ISCTE-IUL e mais recentemente no ICS-ULisboa.
Tem como principal objetivo a procura de outra música, mais amadora e pouco divulgada, mais concentrada na interpretação e nas pessoas, do que no seu repertório ou no seu estudo, para que depois se disponibilizem as gravações dessa música, para estudo, fruição geral ou utilização artística. Considera que o seu trabalho deve honrar quem grava, tentando chegar ao maior número de públicos possíveis, de várias formas e meios diferentes.

Tendo sempre a atenção que o foco não pode estar no mensageiro, mas sim na mensagem, na necessidade de educar, consciencializar para a importância cultural e social de conhecer, estar, partilhar e dar a conhecer pessoas que têm conhecimentos únicos e formas de vida muito suas. Fazer entender que cada pessoa tem a sua história e que deve ter um espaço para a partilhar com dignidade. Essa partilha, essa escuta é que nos pode ajudar a todos, a sermos melhores e a pensarmos melhor o mundo e a sociedade.

Susana Fonseca
Membro da direção da associação ZERO
João Joanaz de Melo – Oeiras Ignição 2023

JOÃO JOANAZ DE MELO

João Joanaz de Melo é licenciado e doutorado em Engenharia do Ambiente e agregado em Sistemas Ambientais. Professor Associado na Universidade NOVA de Lisboa, investigador no CENSE, desenvolve ensino, investigação e consultoria, sobre avaliação e políticas de sustentabilidade, ecodesign, eficiência energética e conservação da natureza, entre outros temas. Orientou estágios e projectos de investigação aplicada em mais de 200 parcerias universidade-empresas. É autor do livro de divulgação científica “O que é Ecologia” e de cerca de 300 artigos, relatórios e comunicações científicas, dos quais um terço internacionais. Amante da Natureza desde sempre, activista de ambiente nas horas vagas, foi fundador e presidente do GEOTA.

João Joanaz de Melo
Fundador e presidente do GEOTA
Luana Bistane – Oeiras Ignição 2023

LUANA BISTANE

É mestranda em Cultura e Comunicação pela Universidade de Lisboa, especialista em Economia Criativa, formada pela Universidade Rey Juan Carlos - Madrid e bacharel em Cultura e Comunicação com habilitação em produção cultural.

Na área da investigação dedica a sua atenção a temas como Economia Criativa, Cultura e Estudos de Tendências. Em 2017 criou a LadoBe Creative Agency em Lisboa fez a consultoria de gestão e posicionamento de carreira do grupo Viva o Samba Lisboa, e realizou os espetáculos: Duelo - Tiago Soares e Marcelo Bratke, no Teatro Tivoli BBVA, Nando Reis no Coliseu de Lisboa, Luedji Luna no B.leza, Criolo no LAV, e João Donato também no B.leza.
Em 2020 criou a plataforma Reverbera, que tem como intuito apoiar os artistas independentes no contexto da crise resultante do COVID-19. No Brasil também colaborou na produção de diversos eventos culturais e foi Diretora Executiva da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) durante quatro anos, tendo também acompanhado o mestre da música brasileira, Gilberto Gil.

Luana Bistane
Gestora cultural
Francisco Cipriano – Oeiras Ignição 2023

FRANCISCO CIPRIANO

Nasceu a 20 de maio de 1969, tem o grau de Mestre em Geografia e Planeamento Regional e Local. A sua vida profissional está ligada à gestão dos fundos comunitários em Portugal e de projetos de cooperação internacional, na Administração Pública Portuguesa, na Comissão Europeia e atualmente na Fundação Calouste Gulbenkian. É ainda o impulsionador do projeto Laboratório de Candidaturas, Fundos Europeus para a Arte, Cultura e Criatividade, um espaço de confluência de ideias e pessoas em torno das principais iniciativas de financiamento europeu para o setor cultural.

Para além disso é homem para muitas atividades: publicidade, escrita, fotografia, viagens. Apaixonado pelo surf vê nas ondas uma forma de libertação e um momento único de harmonia entre o homem e a natureza.

É co-autor do primeiro guia nacional de surf, Portugal Surf Guide e host no documentário Movement, a journey into Creative Lives.

Francisco Cipriano
Especialista em fundos europeus
Ana Aresta – Oeiras Ignição 2023

ANA ARESTA

Lésbica, feminista e ativista pelos Direitos Humanos, é desde outubro de 2019 Presidente da Associação ILGA Portugal - Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo. Colabora ativamente na definição da visão comunitária, política e estratégica da associação há quase 10 anos, trabalhando - em parceria com ativistas e várias outras associações - junto de Governos e outros organismos nacionais e internacionais na definição de estratégias políticas e de visibilidade orientadas para a consolidação da mudança.

Participou ativamente em reinvidicações e processos legislativos que resultaram em várias vitórias para os Direitos LGBTI+ em Portugal, como a eliminação das discriminações no acesso à adoção, apadrinhamento civil e demais relações jurídicas familiares, o fim da discriminação no acesso às técnicas de procriação medicamente assistida por mulheres solteiras e casais de mulheres, o direito à autodeterminação da identidade de género e expressão de género e à proteção das características sexuais de cada pessoa ou o fim da discriminação em função da orientação sexual na doação de sangue.

Para lá do voluntariado na ILGA Portugal, desenvolve a sua atividade profissional na área da Comunicação, com foco nas políticas públicas e compromissos sociais e ecológicos, gestão da reputação e comunicação de crise.

Tem como principal objetivo a procura de outra música, mais amadora e pouco divulgada, mais concentrada na interpretação e nas pessoas, do que no seu repertório ou no seu estudo, para que depois se disponibilizem as gravações dessa música, para estudo, fruição geral ou utilização artística. Considera que o seu trabalho deve honrar quem grava, tentando chegar ao maior número de públicos possíveis, de várias formas e meios diferentes.

Tendo sempre a atenção que o foco não pode estar no mensageiro, mas sim na mensagem, na necessidade de educar, consciencializar para a importância cultural e social de conhecer, estar, partilhar e dar a conhecer pessoas que têm conhecimentos únicos e formas de vida muito suas. Fazer entender que cada pessoa tem a sua história e que deve ter um espaço para a partilhar com dignidade. Essa partilha, essa escuta é que nos pode ajudar a todos, a sermos melhores e a pensarmos melhor o mundo e a sociedade.

Ana Aresta
Presidente da Associação ILGA Portugal
Paulo Pascoal  – Oeiras Ignição 2023

PAULO PASCOAL

Paulo Pascoal nasceu em Lisboa a 8 de Julho de 1982, mas é angolano. É ator, com um BFA pela The Juilliard School e Mestrado em Estudos Culturais pela McGill University de Montreal. Trabalha em rádio, televisão, teatro e cinema. Nos últimos anos tem colaborado com vários artistas multidisciplinares em performances sobre as condições teóricas e experiênciais das intersecionalidades de corpos negros e queer. É fundador da Peaceful Nation, uma plataforma de resgate, formação e promoção de artistas da comunidade LGBTQIAPK+ de África e sua diáspora.

Paulo Pascoal
Ator
João Ribeiro  – Oeiras Ignição 2023

ANA RITA D'ALMEIDA

Formada em Marketing e especializada em Estratégia. Em Londres e Portugal, foi Digital Marketing Manager na indústria cosmética para marcas de renome internacional e, atualmente, é Creative Strategist da BANTUMEN, plataforma de comunicação focada na cultura negra lusófona, e fundadora da HausDown, uma agência de comunicação 360º, dedicada a artistas e marcas de origem afrodescendente.

João Ribeiro
Co-Fundador e Diretor do Shifter
Marta Silva – Oeiras Ignição 2023

MARTA SILVA

Nasceu no Porto em 1978, formada em Dança e Ciências da Educação, trabalhou sempre ligada à área da cultura quer enquanto bailarina, professora e produtora com diversos públicos e instituições, em variados contextos sociais. Em 2014 mudou-se para Lisboa.

Nos últimos quinze anos tem aprofundado o seu trabalho de gestora cultural numa relação mais profunda com a intervenção social e desenvolvimento local. Em 2012 fundou e é Presidenta da cooperativa cultural e de solidariedade social LARGO Residências, sediada no Intendente (Lisboa), cujo trabalho tem sido reconhecido por inúmeros grupos de trabalho nacionais e europeus.

Em 2021 o trabalho desta cooperativa recebeu o Prémio Acesso Cultural na área do acesso social. Participou enquanto Júri e vários concursos, destacando nos concursos da Direção Geral das Artes / Ministério da Cultura, Artes de Rua e Dança Contemporânea (2017/2018) e Artes Sem Limites - Projetos de Parceria (2020).

Em 2021 é eleita pela assembleia de representantes da Associação Mutualista Montepio Geral.

Marta Silva
Presidenta da LARGO Residências
Gaya Medeiros – Oeiras Ignição 2023

GAYA MEDEIROS

08.11.1990 - Minas Gerais, Brasil
Cursou a Universidade de Cinema de Animação UFMG/BR. Estudou Ballet clássico, Dança Contemporânea, Teatro e Dramaturgia. Trabalhou durante 9 anos como bailarina e criadora na Cia de Dança do Palácio das Artes(BR). Em Portugal colaborou com Tiago Cadete, Sónia Baptista, Gustavo Ciríaco, Alex Cassal, Victor Hugo Pontes e Daniel Gorjão. Protagonizou o curta-metragem “Caroço de Abacate” premiado no IndieLisboa 2022, AFI Film Festival (Hollywood) e no Film Court Festival (Fr). Criou “Atlas da Boca” que integrou o Festival Alkantara 2021, eleito um dos melhores de 2021 pelo Jornal Expresso, e que compôs a lista dos 20 espetáculos europeus selecionados para o Spring Foward- Aerowaves 2023. Fundou a BRABA.plataforma que visa apoiar, viabilizar e financiar iniciativas protagonizadas/direcionadas para a comunidade Trans/Não binária.

Gaya Medeiros
Fundadora da BRABA.plataforma
Isaltino Morais  – Oeiras Ignição 2023

ISALTINO MORAIS

Nasceu em 1949, em Mirandela. Terminou os estudos liceais no Liceu Pedro Nunes, em 1976. Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, em 1981, com média final de 15 valores, uma das classificações mais elevadas do curso.

Ainda como aluno, em 1979, é convidado para ser Monitor das disciplinas de Direito Administrativo, Direito Internacional Público e Direito Constitucional, que lecionou até 1985.

Em 1982 integra o sexto curso do Centro de Estudos Judiciários. Termina o curso com uma das classificações mais elevadas e torna-se Magistrado do Ministério Público.

Entre 1986 e 1997 publicou diversas obras sobre o direito das autarquias locais, urbanismo, ambiente e ordenamento do território.

Em 1985 vence as eleições autárquicas em Oeiras e é eleito Presidente da Câmara. Em 1988, 1993, 1997, 2001, 2017 e 2021 repete as vitórias eleitorais.

Isaltino Morais
Presidente da CM Oeiras
Clara Amante – Oeiras Ignição 2023

CLARA AMANTE

É licenciada em Ciências da Comunicação (NOVA - FCSH) e mestre em Artes e Sociedade pela Universidade de Utrecht (Países Baixos).

Começou a trabalhar no Gerador em 2016, onde se dedicou à produção de eventos e comunicação até 2018. Mais tarde, durante o seu mestrado, foi investigadora e gestora de projetos na Stichting art.1, participando em vários projetos transeuropeus e contribuindo também para a produção e programação do International Queer and Migrant Film Festival 2019.

Atualmente, é a diretora da Academia Gerador, onde divide o seu tempo entre a investigação, a educação e a gestão de projetos transnacionais.

Clara Amante
Diretora da Academia Gerador
Tiago Sigorelho – Oeiras Ignição 2023

TIAGO SIGORELHO

Esteve ligado durante 15 anos ao setor das telecomunicações, onde chegou a Diretor de Estratégia de Marca do Grupo PT, com responsabilidades das marcas nacionais e internacionais e da investigação e estudos de mercado.

Em 2014 criou o Gerador e tem sido o presidente da direção desde a sua fundação. Tem continuamente criado novas iniciativas relevantes para aproximar as pessoas à cultura, arte, jornalismo e educação, como a Revista Gerador, o Trampolim Gerador, o Barómetro da Cultura, o Festival Descobre o Teu Interior, a Ignição Gerador ou o Festival Cidades Resilientes.
Nos últimos 10 anos tem sido convidado regularmente para ensinar num conjunto de escolas e universidades do país e já publicou mais de 50 textos na sua coluna quinzenal no site Gerador, abordando os principais temas relacionados com o progresso da sociedade.

Tiago Sigorelho
Presidente do Gerador
Gonçalo M Tavares – Oeiras Ignição 2023

GONÇALO M. TAVARES

Gonçalo M. Tavares nasceu em 1970. Desde 2001 publicou livros em diferentes géneros literários, traduzidos em quase 60 países.

Os seus livros receberam vários prémios em Portugal e no estrangeiro.

Com Aprender a rezar na Era da Técnica recebeu o Prix du Meuilleur Livre Étranger 2010 (França), prémio atribuído antes a Robert Musil, Orhan Pamuk, John Updike, Philip Roth, Gabriel García Márquez, Salman Rushdie, Elias Canetti, entre outros.

Alguns outros prémios internacionais: Prémio Portugal Telecom 2007 e 2011 (Brasil), Prémio Internazionale Trieste 2008 (Itália), Prémio Belgrado 2009 (Sérvia), Grand Prix Littéraire du Web – Culture 2010 (França), Prix Littéraire Européen 2011 (França).

Foi por diferentes vezes finalista do Prix Médicis e Prix Femina.
Uma Viagem à Índia recebeu, entre outros, o Grande Prémio de Romance e Novela APE 2011.

Os seus livros deram origem, em diferentes países, a peças de teatro, dança, peças radiofônicas, curtas-metragens e objetos de artes plásticas, dança, vídeos de arte, ópera, performances, projetos de arquitetura, teses académicas, etc.

Gonçalo M. Tavares
Escritor
Isabel Menezes – Oeiras Ignição 2023

ISABEL MENEZES

É bacharel em Teatro (ESAP), licenciada e doutorada em Psicologia e agregada em Ciências da Educação (FPCEUP). Professora Catedrática no Departamento de Ciências da Educação - Cátedra OEI de Educação para a Cidadania/Global, está na direção do Centro de Investigação e de Intervenção Educativas (CIIE) na Universidade do Porto. Leciona nas áreas de Metodologias de Investigação, Metodologias de Intervenção Educativa, Social e Comunitária, Educação para a Cidadania e Psicologia Política.

Tem desenvolvido projetos sobre a participação cívica e política de crianças, jovens e adultos, com especial interesse por grupos em risco de exclusão, e as formas como a educação formal e não formal (incluindo a arte comunitária) podem ter um papel empoderador na relação com a política.

Atualmente dirige projetos que articulam a cidadania e a participação política de jovens com a produção de conhecimento local face às alterações climáticas. É presidente da direção da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação.

Isabel Menezes
Presidente da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação
Maria de Lurdes Rodrigues – Oeiras Ignição 2023

MARIA DE LURDES RODRIGUES

É investigadora no CIES-Iscte (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia) desde 1986, onde, entre outros cargos, integrou a Direção (1989-96). Presidiu ao Observatório das Ciências e das Tecnologias do Ministério da Ciência e da
Tecnologia, entre 1996 e 2003. Foi Presidente do Conselho Científico do Iscte (2004-2005). Foi Ministra da Educação no XVII Governo Constitucional, entre 2005 e 2009.

Foi Presidente do Conselho de Administração da FLAD - Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, entre 2010 e 2013.
É autora de diversos trabalhos publicados, com especial destaque nas áreas de Sociologia das Profissões, Sociedade da Informação e das Políticas Públicas. É Reitora do Iscte – Instituto Universitário de Lisboa desde março de 2018.

Maria de Lurdes Rodrigues
Investigadora e Ex-Ministra da Educação
Martim Sousa Tavares – Oeiras Ignição 2023

MARTIM SOUSA TAVARES

Ativo principalmente enquanto maestro, tanto na posição de diretor musical como maestro convidado, conta com colaborações com orquestras de oito países e algumas das principais orquestras nacionais.

Assume um compromisso com a equidade na programação musical, mas também com a descentralização e a acessibilidade radical no acesso à música clássica. Por essa razão, já dirigiu orquestras em cidades como Rio de Janeiro, Madrid, Chicago, São Petersburgo, Milão ou Lisboa, mas também - e com igual entusiasmo - em locais como Rapoula do Côa (Sabugal), Orjais (Covilhã), Colmeal da Torre (Belmonte), Atalaia do Campo (Fundão), Benquerença (Penamacor), Carvalhal Redondo (Nelas) ou Pí¬nzio (Pinhel).

Com a Orquestra Sem Fronteiras venceu em 2022 o Prémio Carlos Magno para a Juventude, uma iniciativa do Parlamento Europeu para premiar os valores de união na Europa, o Prémio Carlos de Pontes Leça da Fundação Mirpuri e uma menção honrosa do prémio Portugal Justo da Fundação Manuel António da Mota.

Martim Sousa Tavares
Maestro
Paulo Pires do Vale – Oeiras Ignição 2023

PAULO PIRES DO VALE

Comissário do Plano Nacional das Artes, desde 2019, por nomeação do Ministério da Educação e do Ministério da Cultura. Docente, ensaísta e curador.

É licenciado e mestre em Filosofia pela FCSH, Universidade Nova de Lisboa. Foi docente na Universidade Católica Portuguesa, no Departamento de Arquitetura da UAL e na Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich, onde coordenou a Pós-Graduação em Práticas Artísticas e Processos Pedagógicos.

Escreveu «Tudo é outra coisa. O desejo na Fenomenologia do Espírito de Hegel» (Colibri, 2006) e inúmeros ensaios para livros, revistas e catálogos de exposições coletivas e individuais, em Portugal e no estrangeiro, focando-se na relação entre arte, educação e sociedade. Foi Presidente da AICA - Portugal desde 2015 até 2019.

Paulo Pires do Vale
Comissário do Plano Nacional das Artes
Marisa Maganinho – Oeiras Ignição 2023

MARISA MAGANINHO

É de Coimbra, onde fez todo o seu percurso académico, apesar de ter nascido em França. Sempre teve uma inclinação para o Jornalismo mas, no momento de escolher o curso superior, decidiu, sem saber bem porquê, aventurar-se no curso de Língua Gestual Portuguesa. Olhando para trás, acredita que nada aconteceu por acaso e que acabou por escolher o rumo certo.

Atualmente trabalha no sector do Turismo, com especial ênfase no Turismo Acessível, mas dá também formação na área da LGP e Turismo. Apesar do tempo escassear, Marisa vai ainda assim conseguindo participar noutros
projetos sempre ligados a estas duas áreas e também relacionados com a Inclusão Social e Cidadania.

Com tanta vontade de fazer cada vez mais coisas e de ter sempre muito trabalho em mãos, ninguém diria que na verdade o que mais gosta é de passar o fim-de-semana no aconchego da sua casinha.

Marisa Maganinho
Formadora de Língua Gestual Portuguesa
Ana Rita D’ Almeida – Oeiras Ignição 2023

ANA RITA D'ALMEIDA

Formada em Marketing e especializada em Estratégia. Em Londres e Portugal, foi Digital Marketing Manager na indústria cosmética para marcas de renome internacional e, atualmente, é Creative Strategist da BANTUMEN, plataforma de comunicação focada na cultura negra lusófona, e fundadora da HausDown, uma agência de comunicação 360º, dedicada a artistas e marcas de origem afrodescendente.

Ana Rita d’Almeida
Creative Strategist BANTUMEN
Marisa Paulo  – Oeiras Ignição 2023

MARISA PAULO

Natural de Luanda, Marisa Paulo vê-se enquanto artista e pesquisadora de dança e movimento de raiz africana.
Trabalhou como intérprete co-criadora nos espetáculos “Purah” (2020), “The Light Between the Dark” (2020) e "Raíz" (2019) da Alcateia Companhia Artística e, como coreógrafa e bailarina, nos projetos SARAVÁ PALAVRA (desde 2018) e "Fado Dançado" (2013), da Associação Cultural e Juvenil Batoto Yetu Portugal.

Enquanto artista entende a dança enquanto veículo de comunicação, um processo evolutivo individual e/ou coletivo.
Em outubro de 2021, estreou a performance de dança IN(visível), no I Festival Eufémia: Mulheres, Teatro e Identidades, uma narrativa na primeira pessoa de uma mulher africana que se constrói pessoa na diáspora.

Marisa Paulo
Artista
Roberto Falanga – Oeiras Ignição 2023

ROBERTO FALANGA

É mestre em Psicologia pela Universidade La Sapienza de Roma e Doutor em Sociologia pela Universidade de Coimbra. É, atualmente, investigador de pós-doutoramento no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, onde desenvolve investigação sobre os processos de participação cívica para a tomada de decisão pública.

É membro de projetos, redes e think tanks à escala nacional e internacional, bem como da comissão científica do Doutoramento em Estudos de Desenvolvimento. É, ainda, co-coordenador de duas Unidades Curriculares do Mestrado em Design para a Sustentabilidade na Universidade de Lisboa. Tem trabalhado no âmbito da consultoria e avaliação de processos participativos à escala local em Portugal e no estrangeiro, tendo colaborado com o Conselho de Europa entre 2016 e 2017 e com a Câmara Municipal de Lisboa entre 2014 e 2021.

Roberto Falanga
Investigador
Stefanie Thomas  – Oeiras Ignição 2023

STEFANIE THOMAS

Diretora de Estratégia e Projetos da CUMEDIAE, onde coordena vastos projetos e recursos, incluindo projetos de grande escala financiados pela Comissão Europeia.

Tem dois Mestrados, um em "Corporate Governance and Law" pela University of Portsmouth (Reino Unido), outro em "Economic Development Policy" pela University of the West Indies (Jamaica) e um Bacharel em Ciências Económicas pela Colgate University (EUA), bem como treino especializado em Gestão de Incubadoras do programa de Inovação e Empreendedorismo do Banco Mundial InfoDev.

Tem mais de 12 anos de experiência em gestão e desenvolvimento de projetos no Caribe, na América Latina e na Europa, com conhecimento e experiência extensos e específicos no setor de indústrias culturais e criativas.

Ao longo da sua carreira profissional, tem estado envolvida em projetos focados no desenvolvimento de capacidades, de audiências e digitalização nas áreas da cultura e indústrias criativas, educação, PMEs, inclusão e juventude. Stefanie é um membro ativo da African, Caribbean and Pacific Youth Professional Network.

Stefanie Thomas
Diretora de Estratégia e Projetos da CUMEDIAE
Nuno Maulide – Oeiras Ignição 2023

NUNO MAULIDE

Nascido em Lisboa em 1979, é professor premiado e diretor do Instituto de Química Orgânica da Universidade de Viena. Foi eleito Cientista do Ano em 2018 pelo Clube Austríaco de Jornalistas de Ciência. Estudou química no Instituto Superior Técnico de Lisboa e na École Polytechnique em Paris. Concluiu em 2007 o doutoramento na Universidade de Leuven, na Bélgica.

Foi investigador de pós-doutoramento entre 2007 e 2008 na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Em 2009, assumiu o cargo de chefe de equipa no Instituto Max Planck para a Investigação sobre o Carvão, na cidade alemã de Mülheim an der Ruhr. Tem recebido vários prémios pelo seu contributo para a Ciência, destacando-se o Prémio Bayer de Excelência Científica em 2012, o Prémio Heinz-Maier-Leibnitz, do Ministério Alemão da Educação e da Ciência, em 2013, e o Prémio Elizabeth Lutz da Academia Austríaca das Ciências, em 2016.

Actualmente, é professor catedrático na Universidade de Viena. É também director do Laboratório Christian Doppler da Universidade de Viena e o mais jovem membro permanente da Academia Austríaca de Ciências.

Tem uma intensa actividade como divulgador de ciência, fazendo inúmeras palestras para públicos não especializados, tanto para adultos como para crianças e adolescentes de todos os níveis de ensino. É autor dos livros de divulgação científica Como se transforma o ar em pão (Planeta Edição, 2021) e Como desvendar o quebra-cabeças da origem da vida (Planeta Edição, 2022).

Nuno Maulide
Diretor do Instituto de Química Orgânica da Universidade de Viena
Jaron Lanier – Oeiras Ignição 2023

JARON LANIER

Homem renascentista do século XXI, Jaron Lanier é um cientista informático, compositor, artista e autor que escreve sobre vários tópicos, incluindo empresas de alta tecnologia, o impacto social da tecnologia, a filosofia da consciência e da informação, a política da Internet e o futuro do humanismo.

Jaron Lanier tem estado na vanguarda da inovação tecnológica desde a sua infância até à atualidade. Pioneiro da realidade virtual (termo que ele próprio cunhou), Lanier fundou a VPL Research, a primeira empresa a vender produtos de RV, e liderou equipas que criaram aplicações de RV para medicina, design e muitos outros campos. Atualmente, é o "octopus" da Microsoft (Office of the Chief Technology Officer Prime Unifying Scientist). Foi fundador e diretor de startups adquiridas pela Google, Adobe, Oracle e Pfizer.

Em 2018, Lanier foi considerado uma das 25 pessoas mais influentes nos últimos 25 anos da história da tecnologia pela Wired Magazine. Foi também nomeado uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time, um dos cem intelectuais públicos mais importantes do mundo pela revista Foreign Policy, um dos 50 maiores pensadores mundiais pela revista Prospect e um dos cerca de 300 maiores inventores da história pela Encyclopedia Britannica. Em 2009, Jaron Lanier recebeu o prémio Lifetime Career Award do IEEE, a mais importante sociedade internacional de engenharia.

Jaron Lanier
Cientista informático
Ana Paiva – Oeiras Ignição 2023

ANA PAIVA

Professora Catedrática de Inteligência Artificial (IA) no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, investiga a criação de sistemas interativos inteligentes através da criação de agentes e robôs sociais que sejam capazes de aprender e interagir com humanos de forma natural e social. É fellow no Radcliffe Institute for Advanced Study na Universidade de Harvard e do AAAI (Association for the Advancement of Artificial Intelligence).

Tem publicado extensivamente na área de IA tendo recebido diversos prémios ao longo da sua carreira e sido uma das grandes promotoras e investigadoras área de inteligência artificial e agentes sociais em todo o mundo.

Foi fundadora e líder do grupo do INESC-ID sobre IA para as Pessoas e a Sociedade (GAIPS). Ao longo dos mais de 30 anos de investigação em Inteligência Artificial, tem abordado o problema da criação de agentes sociais que apresentam competências específicas, incluindo perceção social, aprendizagem social, respostas afetivas, comportamento não verbal, colaboração, e empatia, entre outros.

Em particular, nos últimos anos dedicou-se a investigar técnicas para a criação de agentes e robots capazes de colaborar proativamente com seres humanos em grupos.

Ana Paiva
Professora Catedrática de Inteligência Artificial (IA) no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa
Leonel Moura – Oeiras Ignição 2023

LEONEL MOURA

É pioneiro na aplicação da Robótica e da Inteligência Artificial à arte. Desde o princípio do século criou vários robôs pintores. As primeiras pinturas realizadas em 2002 com um braço robótico foram capa da revista do MIT dedicada à Vida Artificial. RAP, Robotic Action Painter, criado em 2006 para o Museu de História Natural de Nova Iorque, encontra-se ainda na exposição permanente.

Outras obras, incluem pinturas e esculturas de “enxame”, instalações interativas, obras generativas, obras 3D, Realidade Aumentada e a peça de Teatro RUR de Karel Capek, com 3 robôs atores, estreada em São Paulo em 2010. O Robotarium, inaugurado em 2007, descrito como um zoo para robôs, foi o primeiro do género no mundo.

Leonel Moura tem vários livros publicados sobre a nova arte e a relação arte e ciência. Em 2009 foi nomeado Embaixador Europeu da Criatividade e Inovação pela Comissão Europeia. Recentemente expôs no Grand Palais, em Paris e no Museu UCCA, em Beijing.

Leonel Moura
Artista
Susana Peralta  – Oeiras Ignição 2023

SUSANA PERALTA

Professora Associada, com Agregação, na Nova School of Business and Economics. É doutorada em Economia pela Université Catholique de Louvain, na Bélgica. Desde 2004 que ensina disciplinas na área das políticas públicas, economia da pobreza e microeconomia na Nova SBE. Foi Diretora Académica do Mestrado em Economia, do Mestrado de Investigação em Economia e do Doutoramento em Economia. É especialista em Economia Pública e tem investigação publicada em revistas internacionais como o Journal of Public Economics, Journal of Urban Economics, The Economic Journal ou Public Choice. Tem ou teve vários projetos financiados pela FCT enquanto Investigadora Principal ou co-investigadora principal. Susana Peralta é ainda coordenadora do projeto Portugal, Balanço Social, uma iniciativa conjunta da Fundação La Caixa e da Nova SBE. É autora do livro “Portugal e a Crise do Século: o Terramoto da Desigualdade”, editado em 2021 pela Objetiva. Susana Peralta escreve semanalmente no jornal Público e é comentadora da RTP. Vive em Lisboa, é casada, tem duas filhas e um filho.

 Susana Peralta
Economista
Celina da Piedade e Ana Santos – Oeiras Ignição 2023

CELINA DA PIEDADE E ANA SANTOS

É cantora, acordeonista e compositora, e conta já com uma longa carreira em torno da música folk e do património musical alentejano. Ana Santos, inspirada violinista e compositora, dedica-se ao estudo da música árabe e sonoridades de várias latitudes.

Juntas embarcam nesta viagem expressiva, levando aos palcos do mundo a sua paixão pelas cores da música de raíz e pela criatividade a que ela inspira, tanto a nível instrumental como vocal. Novas composições dançam entre as modas do cancioneiro popular, num espetáculo marcante, rico em emoções e partilha, do qual ninguém sai indiferente.

Celina da Piedade e Ana Santos
Cantora e Compositora
Maria João  – Oeiras Ignição 2023

MARIA JOÃO GARCIA

Maria João Garcia foi bailarina na Companhia de Dança de Almada (1990-98), fez o II Curso de Intérpretes de Dança Contemporânea do Forum Dança (1998-2000), participou em workshops, seminários e encontros de dança nacionais e internacionais, deu aulas a crianças e adultos e dirigiu movimento em espetáculos de teatro, mantendo actividade regular como intérprete até meados dos anos 2000. Desde 1995, cria espetáculos de dança/teatro/performances, a partir de 2000 com a Associação Ninho de Víboras, de Almada, da qual é membro da Direcção. Através desta está presente na REDE – Associação de Estruturas Para a Dança Contemporânea desde 2004, contribuindo para a reflexão e defesa dos interesses da Dança e dos seus profissionais, participando regularmente em grupos de trabalho relacionados com políticas culturais.

Como produtora, integrou as equipas de: Companhia Clara Andermatt (2005-09); Granular (2009-13); casaBranca (2013-15); Companhia Caótica (2015-16); O Rumo do Fumo (2016-19); e de vários variados projetos de artistas e entidades, desenvolvendo também competências em gestão e comunicação.
Lecionou Produção na Licenciatura em Artes Performativas da Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa, entre 2012 e 2016.

Entre 2019 e 2020, foi assistente de Paulo Ribeiro na direção e produção da Casa da Dança, em Almada, continuando a colaborar pontualmente com a direção seguinte de Adriana Grechi e Amaury Cacciacarro até à atualidade.

Em 2022, elaborou um Programa de capacitação cultural para o Município de Coimbra com vários módulos formativos, dirigido a associações e agentes locais e realizado entre janeiro e fevereiro de 2023.

É, desde 2021, consultora na CIMAC - Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central para o desenvolvimento e manutenção do portal “Transforma-te”, um centro de informação e documentação para profissionais e agentes culturais.

Maria João Garcia
Produtora cultural
Anabela Rodrigues – Oeiras Ignição 2023

ANABELA RODRIGUES

Anabela Rodrigues, mais conhecida como Belinha. É Artivista e uma das Curingas do GTOLX. Nasceu na maternidade Alfredo da Costa, e toda a sua vivência está ligada ao Bairro da Cova da Moura onde cresceu. É mãe, mulher, escritora e no seu dia-a-dia trabalha como mediadora cultural numa associação de Imigrantes. A sua práxis é o Teatro do Oprimido. Desde 2012 que, em conjunto com as companheiras e companheiros de luta, apresentam espetáculos de Teatro Fórum, a nível nacional e internacional, através do grupo AMI-AFRO que procuram dar visibilidades às opressões que negros e negras sentem e querem derrubar. Faz parte da Rede Together do Teatro do Oprimido que compõem associações praticantes de TO da Alemanha, França, Espanha, Itália, Escócia e Croácia. Pisa, por vezes, outros palcos uma vez que é Conselheira no Conselho Económico e Social e candidata não Eleita para Parlamento Europeu de 2019.

Anabela Rodrigues
Mediadora cultural
Gessica Borges – Oeiras Ignição 2023

GÉSSICA CORREIA BORGES

Nasceu e foi criada no extremo sul de São Paulo (Brasil), região do Grajaú, e migrou para o Porto (Portugal) em 2017. É comunicadora social licenciada pela Universidade Anhembi Morumbi (Brasil), mestre em Estudos Africanos pela Universidade do Porto, com pesquisa sobre memória, identidade e resistência através da história oral de mulheres negras brasileiras. Atualmente é doutoranda em Estudos Culturais pela Universidade do Minho (Portugal) e faz parte da equipa do projeto “MigraMediaActs – Migrações, media e ativismos em língua portuguesa: descolonizar paisagens mediáticas e imaginar futuros alternativos” (CECS).

É escritora autodidata desde a infância e poeta de coração com poesias publicadas em antologias brasileiras, incluindo “Poetas Negras Brasileiras” (Editora de Cultura, 2021). Também atua como ativista em coletivos antirracistas portugueses como o Núcleo Antirracista do Porto (NARP) e União Negra das Artes (UNA).

Géssica Borges
Investigadora
Madalena Wallenstein – Oeiras Ignição 2023

MADALENA WALLENSTEIN

Nascida em Lisboa, iniciou a sua formação ainda em criança no período efervescente do Movimento da Educação pela Arte, na Fundação Gulbenkian nos anos 70, nas áreas da música e do teatro.

Estudou flauta transversal no Conservatório Nacional de Lisboa e tocou em diversos grupos de música de câmara, música contemporânea e música para espetáculos de dança e teatro.

Professora de música desde 1987. Como pedagoga, dedicou-se ao cruzamento das várias expressões artísticas e outras áreas do conhecimento; e à pesquisa de metodologias de exploração da música como linguagem expressiva e criativa, que tem resultado no projeto “Compor desde o principio”. Foi criadora e encenadora de espetáculos de música e teatro musical apresentados em palco.

Leciona cursos de formação para professores e artistas em todo o país.
É orientadora de workshops e ateliers criativos para crianças, jovens e adultos não profissionais em várias instituições: Fórum Dança, Centro Cultural de Belém, Centro Cultural de Cascais, Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian, Casa da Música, entre outros.

É Presidente do Artemanhas – Oficinas de Expressão Artística, projeto criado pela própria em 2001.

Atualmente, é programadora e coordenadora do CCB/ Fábrica das Artes - projeto educativo dirigido a públicos diversos.

Madalena Wallenstein
Programadora e coordenadora do CCB/ Fábrica das Artes
Susana Menezes  – Oeiras Ignição 2023

SUSANA MENEZES

É licenciada em Design de Produto pela Escola Superior de Artes e Design, Matosinhos. Foi bolseira Erasmus na Hogeschool, Antuérpia. Participou em workshops de criação e método de projecto no Domain de Boisbuchet - Vitra Design Museum.

Frequentou o programa de mestrado em Comunicação e Cultura no ISCTE e na mesma instituição fez Pós-graduação em Gestão Cultural nas Cidades.

Tem colaborado como formadora e docente convidada em instituições do ensino superior e intermédio nas áreas da programação artística, serviços educativos e mediação cultural.

Faz programação cultural dirigida a crianças e jovens em teatros municipais, tendo iniciado esta actividade em 2001 com a abertura do Serviço Educativo do Teatro do Campo Alegre, Porto. Foi consultora para a programação das actividades educativas da Artemrede, Teatros Associados.

Em 2006 criou o Programa para Crianças e Jovens no Teatro Maria Matos onde programou durante 12 anos. Actualmente é diretora artística do Teatro Luís de Camões, o primeiro do país dedicado em exclusivo à programação artística para crianças e jovens.

Susana Menezes
Diretora Artística do Teatro Luís de Camões
Clóvis de Barros Filho – Oeiras Ignição 2023

CLÓVIS DE BARROS FILHO

Ficou internacionalmente conhecido pela sua didática bem-humorada e capacidade em simplificar conceitos complexos da filosofia. Intitula-se um “explicador” e inspira reflexões por onde passa. É, atualmente, um dos mais requisitados oradores do Brasil. As suas aulas e palestras sobre ética já foram ouvidas por milhões de pessoas em todos os estados do Brasil, bem como no Uruguai, França, México, Argentina, Espanha, Portugal, entre outros. É Professor Doutor e Livre docente pela ECA-USP, com mais de 30 anos experiência académica.

É, ainda, autor de mais de 35 obras, entre elas os best-sellers “A vida que vale a pena ser vivida” e “Epaminondas: o gato explicador”. É apresentador dos podcasts Inédita Pamonha e #PartiuPensar, parte dos TOP 50 podcasts Brasil – 2021 e 2022 no Spotify. Há mais de 15 anos, é orador e consultor de grandes empresas.

Clóvis de Barros Filho
Jornalista, filósofo e professor
António Pinto Ribeiro – Oeiras Ignição 2023

ANTÓNIO PINTO RIBEIRO

Com formação em Filosofia e doutoramento em Estudos de Cultura, a sua atividade
profissional reparte-se entre a programação cultural e a investigação. Foi, desde a sua
criação, o diretor artístico da Culturgest (1993-2004), diretor Programa Gulbenkian
Próximo Futuro dedicado às artes e às culturas do sul global (2009-2015) e também o comissário-geral de “Lisboa Capital Ibero-Americana da Cultura 2017”.

Foi consultor para a programação artística e cultural da candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura 2026 e consultor artístico da candidatura de Évora à Capital Europeia da Cultura 2027. Como curador a sua última exposição tem por título Europa Oxalá reúne um conjunto de 21 artistas da pós-memória e é uma co-produção entre o MUCEM (Marselha), a FCG e o MRAC/AfricaMuseum (Bélgica).

Os seus principais interesses de investigação desenvolvem-se na área da arte e da cultura contemporânea, com particular empenho nas africanas e sul-americanas com relevância para a temática dos pós-colonialismos.

Atualmente é investigador do CES, integrando a equipa do projeto ERC “MEMOIRS – Filhos de Império e Pós-Memórias Europeias” e é programador internacional. Tem dezenas de artigos publicados e vários livros.

António Pinto Ribeiro
Investigador
Jorge Barreto Xavier – Oeiras Ignição 2023

JORGE BARRETO XAVIER

Formado em Direito, Gestão das Artes, Ciência Política e Política Públicas, é professor convidado do ISCTE-IUL e diretor municipal de desenvolvimento social, educação e cultura da Câmara Municipal de Oeiras. Foi secretário de Estado da Cultura, diretor-geral das Artes, vereador da Cultura, coordenador da comissão interministerial Educação-Cultura, diretor da bienal de jovens criadores da Europa e do Mediterrâneo.
Foi fundador do Clube Português de Artes e Ideias, do Lugar Comum – centro de experimentação artística, da bienal de jovens criadores dos países lusófonos, da MARE, rede de centros culturais do Mediterrâneo. Foi diretor e membro de diversas redes europeias e nacionais na área da Educação e da Cultura. Tem diversos livros e capítulos de livros publicados.
Foi perito da agência europeia de Educação, Audiovisual e Cultura, consultor da Reitoria da Universidade de Lisboa, do Centro Cultural de Belém, da Fundação Calouste Gulbenkian, do ACIDI, da Casa Pia de Lisboa, do Intelligence on Culture, de Copenhaga, Capital Europeia da Cultura.

Jorge Barreto Xavier
Diretor Municipal CM Oeiras
Paula Cardoso – Oeiras Ignição 2023

PAULA CARDOSO

Fundadora da comunidade digital Afrolink, que visibiliza profissionais africanos e afrodescendentes residentes em Portugal ou com ligações ao país, Paula Cardoso é também autora da série de livros infantis “Força Africana”, projetos desenvolvidos para promover uma maior representatividade negra na sociedade portuguesa.

Com o mesmo propósito, faz parte da equipa do talk-show online “O Lado Negro da Força”, e apresenta a segunda temporada do “Black Excellence Talk Series”, formato transmitido na RTP África. Integra ainda o Fórum dos Cidadãos, que visa contribuir para revigorar a democracia portuguesa, bem como o programa de mentoria HeforShe Lisboa.

É natural de Moçambique, licenciou-se em Relações Internacionais e tem 17 anos de experiência em Jornalismo.

Paula Cardoso
Fundadora da Afrolink
Coastel – Oeiras Ignição 2023

COASTEL

O músico de 24 anos descobriu a paixão pela guitarra elétrica e acústica com apenas 10 anos de idade. Posteriormente, começou a cantar para se acompanhar à guitarra, e foi aí que descobriu o gosto pela composição.

Em 2022 decidiu tentar a sua sorte no The Voice Portugal, onde acabou por chegar à final num caminho traçado por versões únicas de músicas improváveis, como os temas "Vestido Azul" e "Sobe, Sobe, Balão Sobe".

Intimamente ligado às artes, o cinema e a literatura são lugar de grande inspiração pela capacidade de representar o mundo para além da sua dimensão física. Com influências musicais tão distintas como Eric Clapton, MARO, Bon Iver e Miguel Araújo, o resultado só poderia ser surpreendente.

Tem como principal objetivo a procura de outra música, mais amadora e pouco divulgada, mais concentrada na interpretação e nas pessoas, do que no seu repertório ou no seu estudo, para que depois se disponibilizem as gravações dessa música, para estudo, fruição geral ou utilização artística. Considera que o seu trabalho deve honrar quem grava, tentando chegar ao maior número de públicos possíveis, de várias formas e meios diferentes.

Tendo sempre a atenção que o foco não pode estar no mensageiro, mas sim na mensagem, na necessidade de educar, consciencializar para a importância cultural e social de conhecer, estar, partilhar e dar a conhecer pessoas que têm conhecimentos únicos e formas de vida muito suas. Fazer entender que cada pessoa tem a sua história e que deve ter um espaço para a partilhar com dignidade. Essa partilha, essa escuta é que nos pode ajudar a todos, a sermos melhores e a pensarmos melhor o mundo e a sociedade.

Coastel
Músico
Evaya  – Oeiras Ignição 2023

EVAYA

EVAYA é uma cantora, compositora e produtora portuguesa. A sua linguagem estética explora sobretudo géneros musicais como avant-pop e ethereal pop, recorrendo a ferramentas da electrónica dançante experimental, servindo temas sobre as leis da natureza - a intemporalidade e informidade do ser e os aspectos místicos das nossas emoções.

Evaya
Cantora
Madalena Wallenstein – Oeiras Ignição 2023

N▲N▼

N▲N▼ (Lê-se: Nany) é uma artista multidisciplinar brasileira imigrante em Lisboa que usa de sua musicalidade para criar narrativas provocantes e implacáveis. Mestra no violino, sua sonoridade são desdobramentos da ancestralidade musical do Nordeste do Brasil, sua terra natal, especialmente da efervescência do frevo, da pungência do maracatu e da transcendência dos pontos de Orixá das nações Ketu e Nagô. N▲N▼ processa a poesia dessas músicas para propor respostas em forma de dança para perguntas como "Quando foi que eu entendi que era preta?" ou "Como eu aprendi a lutar pelo meu corpo?". Sua identidade sonora, ao mesmo tempo catártica e abissal, a consagrou o título de "Rainha das Trevas" na cena queer lisboeta. Suas discotecagens usam o improviso como fio condutor e influência jazzística para criar sets que emanam desde o peculiar Brega Funk Recifense até o mais infernal do Techno.

N▲N▼
Violinista e DJ
B Fachada – Oeiras Ignição 2023

B FACHADA

Escreve canções que dão mostras de ser recebidas como ciência social, mas o inverso também é verdadeiro. Na música popular portuguesa do século XXI não há outra figura como B Fachada, o nome artístico de Bernardo Fachada, compositor, multi-instrumentista, produtor. Nascido em 1984, estudou música no Instituto Gregoriano de Lisboa e aprendeu piano. Mais tarde, frequentou a escola do Hot Clube de Portugal e, na Universidade, cursou Estudos Portugueses.

Desde 2007 tem-se notabilizado por um espantoso, e até certo ponto impiedoso, ritmo de edições, através do qual frequentemente subverte o cânone e converte os dogmáticos, baralha as expetativas e expetora a maralha, coça rótulos, caça ruturas. Entre formatos físico e digital, lançou cinco EP, três mini álbuns charneira e sete registos de longa-duração. O seu impacto conjunto testa os limites daquilo que, neste domínio, se entende por produção cultural.

B Fachada
Compositor, multi-instrumentista e produtor
Katarina Lanier – Oeiras Ignição 2023

KATARINA LANIER

Bósnia-americana, dançarina-padeira-video-maker. Formada em Dança pela Université Paris 8, tem um Mestrado em Artes Visuais pela Haute École des Arts du Rhin, desde 2020.

Completou o Programa Avançado de Criação em Artes Performativas 5 em 2022. Os seus interesses estão nos processos colaborativos, nas possíveis relações entre a produção de imagem e as práticas do corpo e usos experimentais dos códigos sociais. Hoje encontra-se a pesquisar os contextos contemporâneos da produção erótica.

Katarina Lanier
Dançarina
Thais Melo  – Oeiras Ignição 2023

THAIS MELO

Investiga perspectivas de interseção entre as Artes Performativas. É formada em Psicologia pela UECE (BR) e mudou-se para Portugal para frequentar o Mestrado em Artes Cénicas, na Universidade NOVA de Lisboa. O seu percurso artístico profissional iniciou-se na Leandro Netto Companhia de Dança, onde estabeleceu a sua pesquisa em Dança Contemporânea e atuou em espetáculos com foco na investigação das múltiplas potências do corpo – com destaque para “SODADE” (2015-2018) e “Novos Prédios Desabando // Celebrando a Escuridão” (2018), ambos apresentados na Bienal Internacional de Dança do Ceará (2016 e 2018). Em Portugal, participou em projetos como: “Maratona de Procrastinação” (de Sílvia Pinto Coelho, produzido pelo Teatro do Bairro Alto), “voltas por um fio” (espetáculo em cocriação com João Figueira) e “Da Beira Com Amor” (espetáculo no âmbito do Festival Cultural das Beiras). Atualmente, é Bolseira do Programa (Re)Cri’arte - Bolsas Artísticas de Longa Duração, do Município do Fundão, onde desenvolve um projeto solo de Dança Contemporânea - a saber, “SOLO 30, coreografar uma autobiografia sem factos”.

Thais Melo
Bailarina
Laura Rios – Oeiras Ignição 2023

LAURA RIOS

Laura Ríos (Havana, Cuba, 1992), é uma bailarina, performer e criadora cubana. É formada pela Universidade das Artes de Havana (ISA) em Dança Arte: Dança Contemporânea (2018). De 2010 a 2018 foi membro da companhia Danza Contemporánea de Cuba e trabalhou com importantes coreógrafos nacionais e internacionais. Em 2020 integrou o PACAP 4 (Performing Arts Advanced Program) no Forum Dança (Lisboa, Portugal) com curadoria de João dos Santos Martins. Além disso, em 2020 criou o LA.D.A (Laboratory of Dance and Art), onde atua como diretora e curadora. Algumas das suas obras mais recentes como criadora são: A Imposição (Portugal, 2022) no Festival das Marias; Masa (2020/2022) exposta na 14a Bienal de Havana; Gesto do Som (2022 / Museu Nacional de Belas Artes de Cuba); Sacrifício pela empresa Danza Contemporanea de Cuba (2021); Escrita de Movimento (Fórum Dança, Portugal, 2021). Atualmente está sediada em Portugal.

Laura Rios
Bailarina e Perfomer
Joana D’Água  – Oeiras Ignição 2023

JOANA D'ÁGUA

Nasceu em Lisboa. É filha de mãe Angolana e pai Português e foi criada no Algarve. Desde 2005 criou a obra-manifesto PLANO V que envolve música, dança, performance e pintura.

É uma artista que escreve, compõe, produz e interpreta as suas canções originais. Tem um livro de canções também chamado PLANO V com 12 capítulos e mais de 170 canções escritas por si.
A sua trajetória abraça distintas práticas artísticas como a pintura, teatro, a dança e a performance. Todas influenciaram o seu trabalho atual como cantora e performer do grupo de música PLANO V.

Como artista trabalha dentro e fora do palco em pautas que considera necessárias para a transformação da sociedade como a descolonização, o desmantelamento da violência machista cis-témica, do racismo institucional e do pensamento neocolonial. Defende um trans-feminismo aliado à luta pelos direitos lgbtqia+ em oposição ao patriarcado obsoleto e à sua necropolítica. As suas músicas e os seus poemas são também elas instrumentos de amor e luta para as comunidades queer e feminista.

Em simultâneo com a música desenvolve desde 2016 um trabalho de pintura em aguarela que se chama IDA EXPO e que presta homenagem às pessoas que foram transportadas durante o tráfico transatlântico e que morreram no mar durante mais de quatro séculos.

Joana D’Água
Cantora e Performer
João Parente – Oeiras Ignição 2023

JOÃO PARENTE

João Parente (n.1995, Manaus, Brasil) é um artista multimedia brasileiro. Atualmente vive em Lisboa. É licenciado em Arte Multimédia pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (2019-2022) e o seu trabalho está maioritariamente circunscrito na investigação acerca de ruídos comunicacionais, o que evidenciam, oportunidades e supressões. Este processo acontece, sobretudo, através do deslocar de objetos à sua (alegada) disciplina. Quando é dado um trato quase humano ao inanimado, Parente enaltece a potência que o inconsciente objetual pode conter.

João Parente
Artista Multimedia
Luiza Cascon – Oeiras Ignição 2023

LUIZA CASCON

Nasceu e cresceu no Rio de Janeiro e vive em Lisboa desde 2017. É performer, massagista, doula e teve formação em Belas Artes e Dança.

É Lua Felina 007 na cena Ballroom, da qual faz parte desde 2019 apoiando e produzindo encontros para a comunidade em Lisboa e participando em Kiki Balls. Lua é idealizadora do projeto PELVIC DANCE, onde dá aulas de dança que trabalham a consciência e a mobilidade da pelve e a ativação energética do nosso centro criativo e sexual, considerando os aspectos terapêuticos e rituais da dança. Atualmente é performer e co-criadora dos espetáculos musicais PLANO V, em parceria com a cantora Joanadágua. Faz parte do coletivo artivista Colombina Clandestina, onde atua como bailarina e coreógrafa da ala de dança do bloco de carnaval.

Tem como influências a dança contemporânea, práticas somáticas, meditação, ioga, kung fu, twerk, funk brasileiro, vogue, entre outras.

Luiza Cascon
Performer
Mariela Tolentino  – Oeiras Ignição 2023

MARIELA TOLENTINO

Mariela Tolentino Caraballo (Santo Domingo. 1997). Mestre em Gestão e Liderança de Projetos Culturais pela Universidade Rey Juan Carlos (2020). Licenciatura em Coreografia e Interpretação de Dança Contemporânea no Instituto de Dança da Universidade Alicia Alonso (2019). Frequentou workshops com: Elias Aguirre, Fabian Thomé, Daniel Abreu, integrantes da empresa Pepping Tom e Batsheva. Verões de dança no México, Estados Unidos e
Cuba. Participou em: Youth Endanza com coreografia de Annabelle Lopez Ochoa, várias edições do festival EDANCO, International Meeting of Young Choreographers, ITI (Espanha), Zebra Prieta Collective, Dominican Ballet in Europe, Host Festival com coreografia de Marianela Boan. Ingressou no Ballet Folclórico Nacional da República Dominicana e no Ballet de Câmara de Madrid. Atualmente reside em Portugal.

Mariela Tolentino
Bailarina

 

PROGRAMAÇÃO

Descobre em baixo o programa do festival com conversas e apresentações, workshops para a comunidade cultural, mas, também, networking, concertos, dança e até uma feira da criatividade. Clica em cada iniciativa para mais detalhes.

 

A participação nos workshops está sujeita a inscrição.

Dia 17 – Oeiras Ignição 2023

DESPERTADOR
VALORIZAÇÃO DO INTERIOR

Encontros informais e interativos com personalidades da sociedade que te despertam para temas críticos da atualidade. Começam com uma pequena conversa não moderada e abrem espaço para a participação de todos.

Neste despertador, falamos do Interior.

WORKSHOP
INTRODUÇÃO AO FINANCIAMENTO DE ESTRUTURAS E PROJETOS CULTURAIS

Neste workshop, vais adquirir alguns conhecimentos base que te permitam identificar oportunidades de financiamento nacional (público e privado) para os teus projetos artísticos, nas artes performativas e artes visuais.

No final da sessão vais ter as ferramentas necessárias para elaborar uma candidatura do teu projeto a financiamento.

A participação neste workshop está sujeita a inscrição através do e-mail geral@gerador.eu

FEIRA DA CRIATIVIDADE

Descobre os artistas e projetos criativos da Feira da Criatividade, todos os dias do festival, no Mercado de Oeiras, das 16h às 21h:

Lupine, the brand
Boji
Roda Livro
Laura Equi
Clara Equi
VRTX • Batu Behram •
Bandim | bem dita
Bandim | Encadernação Nômada
Bandim | Sharker Nasrin
Bandim | Monisha Sur
Bandim | dusa dolls
Pedra de calçada
Capim Limão
Flor de CERES
Elena Sanmiguel Urbina
Brigadês
uze.lila

A entrada é livre.

WORKSHOP
SOLUÇÕES CRIATIVAS PARA GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES E PROJETOS

Este workshop, com a produtora e gestora cultural Luana Bistane, pretende transmitir ideias sobre como gerir os diferentes aspetos de uma entidade ou projeto de pequenas dimensões, aplicando as lógicas habituais da gestão cultural mas também da gestão empresarial, sempre com um toque de criatividade.

A participação neste workshop está sujeita a inscrição através do e-mail geral@gerador.eu

WORKSHOP
SUSTENTABILIDADE NA COMUNICAÇÃO CULTURAL

Este workshop, orientado por Inês Lampreia, diretora de comunicação da Materiais Diversos, explora a relação entre a sustentabilidade e a comunicação cultural. Ao longo destas duas horas, debruçamo-nos sobre os modos e os meios da sustentabilidade poder estar presente em todos os processos de comunicação, e abordam-se também aspetos práticos como a tipologia de materiais de comunicação a produzir de acordo com um ideário de sustentabilidade.

A participação neste workshop está sujeita a inscrição através do e-mail geral@gerador.eu

DESPERTADOR
SUSTENTABILIDADE

Encontros informais e interativos com personalidades da sociedade que te despertam para temas críticos da atualidade. Começam com uma pequena conversa não moderada e abrem espaço para a participação de todos.

Neste despertador, falamos do Sustentabilidade.

WORKSHOP
SOLUÇÕES CRIATIVAS PARA GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES E PROJETOS

Este workshop, com a produtora e gestora cultural Luana Bistane, pretende transmitir ideias sobre como gerir os diferentes aspetos de uma entidade ou projeto de pequenas dimensões, aplicando as lógicas habituais da gestão cultural mas também da gestão empresarial, sempre com um toque de criatividade. A participação neste workshop está sujeita a inscrição através do e-mail geral@gerador.eu

CABINE DO FUTURO

Uma ideia do ChatGPT, em colaboração com o Gerador :-)

O Gerador pediu ao ChatGPT que criasse uma ação para envolver a comunidade no festival Oeiras Ignição Gerador. Indicámos-lhe o propósito do evento, o tema e o local onde acontece.

Em resposta, o ChatGPT criou a Cabine do Futuro, uma estrutura onde todos podem entrar para gravar um vídeo, dando a sua opinião sobre “Qual o papel da cultura e criatividade num futuro incerto?".

As democracias sob ameaça, as incertezas trazidas pela ascensão da inteligência artificial, a sociedade em crescente polarização, a guerra e os sucessivos testes à paz internacional. Onde cabem a cultura e a criatividade num contexto tão sombrio?

Partilha a tua visão connosco num vídeo de até um minuto. Os vídeos gravados serão transmitidos no festival.

A Cabine do Futuro estará em permanência no Largo 5 de Outubro, no Centro Histórico de Oeiras, de dia 15 a dia 20 de maio nos seguintes horários:

- De dia 15 a 19 de maio, das 13h00 às 15h00 e das 16h30 às 19h00
- Dia 20 de maio, das 10h00 às 13h00 e das 15h30 às 19h30

Dia 18 – Oeiras Ignição 2023

WORKSHOP
FUNDOS EUROPEUS PARA AS ARTES E CULTURA

O universo dos financiamentos europeus é um mundo desconhecido para muitos artistas e gestores culturais, apresentando-se como algo complexo, em termos de informação, linguagem e procedimentos. Neste workshop, o especialista Francisco Cipriano irá apresentar alguns caminhos para a deteção de oportunidades de financiamento para projetos artísticos e culturais. Ao longo da sessão, o formador, cuja vida profissional tem estado ligada à gestão dos fundos comunitários e a projetos de cooperação internacional, irá contribuir para um melhor acesso à informação e para um conhecimento mais claro sobre os potenciais instrumentos de financiamento.

A participação neste workshop está sujeita a inscrição através do e-mail geral@gerador.eu.

Despertador
DESPERTADOR CULTURA(S) E IDENTIDADES LGBTI+

Encontros informais e interativos com personalidades da sociedade que te despertam para temas críticos da atualidade. Começam com uma pequena conversa não moderada e abrem espaço para a participação de todos.

Neste despertador, com curadoria ILGA, falamos de Cultura(s) e Identidades LGBTI+.

CABINE DO FUTURO

Uma ideia do ChatGPT, em colaboração com o Gerador :-)

O Gerador pediu ao ChatGPT que criasse uma ação para envolver a comunidade no festival Oeiras Ignição Gerador. Indicámos-lhe o propósito do evento, o tema e o local onde acontece.

Em resposta, o ChatGPT criou a Cabine do Futuro, uma estrutura onde todos podem entrar para gravar um vídeo, dando a sua opinião sobre “Qual o papel da cultura e criatividade num futuro incerto?".

As democracias sob ameaça, as incertezas trazidas pela ascensão da inteligência artificial, a sociedade em crescente polarização, a guerra e os sucessivos testes à paz internacional. Onde cabem a cultura e a criatividade num contexto tão sombrio?

Partilha a tua visão connosco num vídeo de até um minuto. Os vídeos gravados serão transmitidos no festival.

A Cabine do Futuro estará em permanência no Largo 5 de Outubro, no Centro Histórico de Oeiras, de dia 15 a dia 20 de maio nos seguintes horários:

- De dia 15 a 19 de maio, das 13h00 às 15h00 e das 16h30 às 19h00
- Dia 20 de maio, das 10h00 às 13h00 e das 15h30 às 19h30

WORKSHOP
PARA ALÉM DO CHAT GPT:INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E O SETOR CULTURAL

O ChatGPT surgiu como um meteorito mediático capturando a atenção de tudo e de todos e apropriando-se quase por completo do conceito de Inteligência Artificial. Mas há vida para além deste modelo. Neste workshop pretendemos dar a conhecer essa vida e como a utilização informada de ferramentas de Inteligência Artificial deve passar por este caminho.

Falaremos do que torna as máquinas inteligentes, da tendência comum para exagerarmos quanto à sua inteligência, e da importância de pensarmos para além dos efeitos fantásticos da tecnologia.

DESPERTADOR
PROGRAMAÇÃO CULTURAL

Encontros informais e interativos com personalidades da sociedade que te despertam para temas críticos da atualidade. Começam com uma pequena conversa não moderada e abrem espaço para a participação de todos.

Neste despertador, falamos de Programação Cultural.

FEIRA DE CRIATIVIDADE

Descobre os artistas e projetos criativos da Feira da Criatividade, todos os dias do festival, no Mercado de Oeiras, das 16h às 21h:

Lupine, the brand
Boji
Roda Livro
Laura Equi
Clara Equi
VRTX • Batu Behram •
Bandim | bem dita
Bandim | Encadernação Nômada
Bandim | Sharker Nasrin
Bandim | Monisha Sur
Bandim | dusa dolls
Pedra de calçada
Capim Limão
Flor de CERES
Elena Sanmiguel Urbina
Brigadês
uze.lila

A entrada é livre.

APRESENTAÇÃO
BARÓMETRO DA CULTURA 2023

Os resultados da 5ª edição do único estudo regular sobre a perceção da cultura em Portugal vão ser revelados em primeira mão. Este ano, o foco incide na definição de um consumidor proativo e reativo de cultura e quais as dimensões críticos para a prática cultural.


APRESENTAÇÃO
OS HUMANOS E AS MÁQUINAS: XADREZ, BOX OU JUDO?

A ligação entre os humanos e a tecnologia não é nova, é, pelo contrário, muito antiga.

Nesta apresentação, vai falar-se um pouco sobre esta luta, ou diálogo, que vem desde os tempos em que o homem se tornou sedentário, a partir de uma espécie de domesticação técnica.

Desde aí, que continua esta luta e este diálogo onde, por vezes, se sente que o humano está a perder, outras vezes se sente que o humano está a ganhar, outras vezes, muitas vezes, se sente que o humano e a máquina estão empatados e que o jogo ainda não terminou.

ABERTURA
com ISALTINO MORAIS

A abertura da quarta edição do festival Oeiras Ignição Gerador com o Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais.

CONVERSA
O PAPEL DA EDUCAÇÃO NO FUTURO DA CULTURA

A educação tem-se revelado como a variável de maior importância para o consumo cultural, de forma consistente, no Barómetro da Cultura. Tendo consciência dessa relevância, de que forma a educação pode estimular práticas culturais no futuro?

WORKSHOP
PARA ALÉM DO CHATGPT: IA E O SECTOR CULTURAL

O ChatGPT surgiu como um meteorito mediático capturando a atenção de tudo e de todos e apropriando-se quase por completo do conceito de Inteligência Artificial. Mas há vida para além deste modelo. Neste workshop pretendemos dar a conhecer essa vida e como a utilização informada de ferramentas de Inteligência Artificial deve passar por este caminho.

Falaremos do que torna as máquinas inteligentes, da tendência comum para exagerarmos quanto à sua inteligência, e da importância de pensarmos para além dos efeitos fantásticos da tecnologia.

Dia 19 – Oeiras Ignição 2023

WORKSHOP
LINGUA GESTUAL PORTUGUESA: PRIMEIROS GESTOS

Neste workshop vais começar por te familiarizar com o contexto e necessidade da existência da Língua Gestual Portuguesa (LGP) e desmistificar alguns dos preconceitos mais comuns da Língua Gestual Portuguesa e Comunidade Surda.

Depois de estares a par sobre os conceitos basilares, vais passar à prática – mas não sem antes aprenderes as principais regras a serem cumpridas durante a comunicação em LGP.

Pronto para comunicar em Língua Gestual? A participação neste workshop está sujeita a inscrição através do e-mail geral@gerador.eu

DESPERTADOR
REPRESENTATIVIDADE: AGIR NA ARTE E NA CULTURA

Encontros informais e interativos com personalidades da sociedade que te despertam para temas críticos da atualidade. Começam com uma pequena conversa não moderada e abrem espaço para a participação de todos.

Neste despertador, com curadoria BANTUMEN, falamos de Representatividade: Agir na arte e na cultura.

WORKSHOP
PRINCÍPIOS E MECANISMOS DE PARTICIPAÇÃO CÍVICA

Com a transição para regime democrático, o poder público tem vindo a adotar medidas de reforço para a participação através da abertura de canais institucionais à escala local, regional e nacional.

Neste workshop vamos percorrer a história desses processos participativos, destacando as principais razões para a sua existência (porquê), modalidades (como) e temporalidades (quando).

A participação neste workshop está sujeita a inscrição através do e-mail geral@gerador.eu

APRESENTAÇÃO
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E CULTURA: OPORTUNIDADE OU AMEAÇA?

A Inteligência Artificial deixou finalmente de ser apenas uma promessa adiada e começa a invadir, rapidamente, as nossas vidas de todos. A área criativa parece ser fortemente impactada pelas primeiras aplicações práticas. Como deve a comunidade cultural e criativa olhar para a IA?

FEIRA DE CRIATIVIDADE

Descobre os artistas e projetos criativos da Feira da Criatividade, todos os dias do festival, no Mercado de Oeiras, das 16h às 21h:

Lupine, the brand
Boji
Roda Livro
Laura Equi
Clara Equi
VRTX • Batu Behram •
Bandim | bem dita
Bandim | Encadernação Nômada
Bandim | Sharker Nasrin
Bandim | Monisha Sur
Bandim | dusa dolls
Pedra de calçada
Capim Limão
Flor de CERES
Elena Sanmiguel Urbina
Brigadês
uze.lila

A entrada é livre.

APRESENTAÇÃO
A RELAÇÃO ORGÂNICA ENTRE CIÊNCIA E ARTE

Nuno Maulide, o diretor do Instituto de Química Orgânica da Universidade de Viena vem até ao Oeiras Ignição Gerador para falar sobre os desafios comuns entre a ciência e a arte. Também conhecido por ser pianista, Nuno Maulide vai apresentar-nos a sua visão única e original.

DESPERTADOR
PROJETOS EUROPEUS

Encontros informais e interativos com personalidades da sociedade que te despertam para temas críticos da atualidade. Começam com uma pequena conversa não moderada e abrem espaço para a participação de todos.

Neste despertador, falamos de Projetos Europeus.

CONCERTO
CELINA DA PIEDADE E ANA SANTOS

A programação de dia 19 termina da melhor forma com Celina da Piedade e Ana Santos, num concerto que promete levar o público numa viagem inesquecível pelos repertórios tradicionais do folk português e do cancioneiro popular :-)

CONVERSA
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E CULTURA: OPORTUNIDADE OU AMEAÇA?

A Inteligência Artificial deixou finalmente de ser apenas uma promessa adiada e começa a invadir, rapidamente, as nossas vidas de todos. A área criativa parece ser fortemente impactada pelas primeiras aplicações práticas. Como deve a comunidade cultural e criativa olhar para a IA?


				

CABINE DO FUTURO

Uma ideia do ChatGPT, em colaboração com o Gerador :-)

O Gerador pediu ao ChatGPT que criasse uma ação para envolver a comunidade no festival Oeiras Ignição Gerador. Indicámos-lhe o propósito do evento, o tema e o local onde acontece.

Em resposta, o ChatGPT criou a Cabine do Futuro, uma estrutura onde todos podem entrar para gravar um vídeo, dando a sua opinião sobre “Qual o papel da cultura e criatividade num futuro incerto?".

As democracias sob ameaça, as incertezas trazidas pela ascensão da inteligência artificial, a sociedade em crescente polarização, a guerra e os sucessivos testes à paz internacional. Onde cabem a cultura e a criatividade num contexto tão sombrio?

Partilha a tua visão connosco num vídeo de até um minuto. Os vídeos gravados serão transmitidos no festival.

A Cabine do Futuro estará em permanência no Largo 5 de Outubro, no Centro Histórico de Oeiras, de dia 15 a dia 20 de maio nos seguintes horários:

- De dia 15 a 19 de maio, das 13h00 às 15h00 e das 16h30 às 19h00
- Dia 20 de maio, das 10h00 às 13h00 e das 15h30 às 19h30

APRESENTAÇÃO
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E O FUTURO DA CRIAÇÃO ARTÍSTICA

Um dos criadores da realidade virtual e crítico da Inteligência Artificial vai estar no Oeiras Ignição Gerador para falar sobre o impacto que a Inteligência Artificial poderá ter no futuro da criação artística.Jaron Lanier é um cientista de computação, compositor, artista e autor que escreve sobre vários tópicos, incluindo alta tecnologia, impacto social da tecnologia, filosofia da consciência e da informação, política da Internet e o futuro do humanismo.

Esta apresentação será transmitido digitalmente, no Auditório Municipal Eunice Muñoz, em direto.

Dia 20 – Oeiras Ignição 2023

WORKSHOP
INTRODUÇÃO À CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE ASSOCIAÇÕES CULTURAIS

Neste workshop, orientado pela Maria João Garcia, vais compreender como nos podemos organizar coletivamente em torno de interesses e objetivos comuns para desenvolver iniciativas artísticas e culturais e conhecer as formalidades práticas relacionadas com a criação e manutenção de Associações.

A participação neste workshop está sujeita a inscrição através do e-mail geral@gerador.eu

CABINE DO FUTURO

Uma ideia do ChatGPT, em colaboração com o Gerador :-)

O Gerador pediu ao ChatGPT que criasse uma ação para envolver a comunidade no festival Oeiras Ignição Gerador. Indicámos-lhe o propósito do evento, o tema e o local onde acontece.

Em resposta, o ChatGPT criou a Cabine do Futuro, uma estrutura onde todos podem entrar para gravar um vídeo, dando a sua opinião sobre “Qual o papel da cultura e criatividade num futuro incerto?".

As democracias sob ameaça, as incertezas trazidas pela ascensão da inteligência artificial, a sociedade em crescente polarização, a guerra e os sucessivos testes à paz internacional. Onde cabem a cultura e a criatividade num contexto tão sombrio?

Partilha a tua visão connosco num vídeo de até um minuto. Os vídeos gravados serão transmitidos no festival.

A Cabine do Futuro estará em permanência no Largo 5 de Outubro, no Centro Histórico de Oeiras, de dia 15 a dia 20 de maio nos seguintes horários:

- De dia 15 a 19 de maio, das 13h00 às 15h00 e das 16h30 às 19h00
- Dia 20 de maio, das 10h00 às 13h00 e das 15h30 às 19h30

DESPERTADOR
MIGRAÇÕES

Encontros informais e interativos com personalidades da sociedade que te despertam para temas críticos da atualidade. Começam com uma pequena conversa não moderada e abrem espaço para a participação de todos.

Neste despertador, falamos de Migrações.

DESPERTADOR
ARTE E CULTURA NA ESCOLA

Encontros informais e interativos com personalidades da sociedade que te despertam para temas críticos da atualidade. Começam com uma pequena conversa não moderada e abrem espaço para a participação de todos.

Neste despertador, falamos de Arte e Cultura na Escola.

FEIRA DE CRIATIVIDADE

Descobre os artistas e projetos criativos da Feira da Criatividade, todos os dias do festival, no Mercado de Oeiras, das 16h às 21h:

Lupine, the brand
Boji
Roda Livro
Laura Equi
Clara Equi
VRTX • Batu Behram •
Bandim | bem dita
Bandim | Encadernação Nômada
Bandim | Sharker Nasrin
Bandim | Monisha Sur
Bandim | dusa dolls
Pedra de calçada
Capim Limão
Flor de CERES
Elena Sanmiguel Urbina
Brigadês
uze.lila

A entrada é livre.

APRESENTAÇÃO
ÉTICA NA CRIATIVIDADE E COMUNICAÇÃO

O célebre jornalista, filósofo e professor brasileiro vem ao último dia do festival para nos provocar com as suas ideias sobre ética, felicidade, criatividade e comunicação.

Notório orador, aborda com simplicidade temas complexos da sociedade atual.

APRESENTAÇÃO
ÉTICA NA CRIATIVIDADE E COMUNICAÇÃO

O célebre jornalista, filósofo e professor brasileiro vem ao último dia do festival para nos provocar com as suas ideias sobre ética, felicidade, criatividade e comunicação.
Notório orador, aborda com simplicidade temas complexos da sociedade atual.

CONVERSA
A CULTURA E AS NOVAS ORDENS POLÍTICAS

Num mundo em ebulição política, com a ascendência da extrema direita, a disputa da liderança mundial pela China e desestabilização causada pela invasão da Ucrânia, de que forma a arte, a criatividade e a cultura podem ser úteis para garantir o futuro da democracia e do progresso?

MÚSICA NO MERCADO
COASTEL, EVAYA E N▲N▼

Showcases de Música no Mercado com três artistas emergentes que tens mesmo de conhecer: Coastel, EVAYA e NANY. Esta iniciativa é de entrada livre :-)

CONCERTO
B FACHADA

Encerramos o festival Oeiras Ignição Gerador com o compositor, multi-instrumentista e produtor, B Fachada, para um concerto que terá tanto de intimista, como de irreverente, não fosse este um dos mais incontornáveis nomes da música portuguesa da última década e meia :-)

 

 BILHETES

Podes comprar o Passe de 4 dias ou um bilhete diário para os dias 19 e 20 de maio. Todos com descontos especiais para Sócios Gerador e moradores de Oeiras

 

 ONDE VAMOS ESTAR

O festival instala-se no centro histórico de Oeiras, com uma programação dividida por quatro espaços. Clica sobre cada um para saberes mais.

GALERIA VERNEY

Onde decorrerão os Workshops, dedicados à área cultural e não só; e, ainda, os Despertadores, as iniciativas que te põem à conversa com a comunidade cultural e criativa acerca de temas críticos para a sociedade.

AUDITÓRIO EUNICE MUÑOZ

Onde acontecem as Conversas e Apresentações com personalidades nacionais e internacionais que nos desafiam com as suas reflexões.
É aqui também que terão lugar os concertos que encerram os dias 19 e 20 da programação, com Celina da Piedade e Ana Santos, e B Fachada.

MERCADO DE OEIRAS

Aqui descobres, das 16h às 21h, a Feira da Criatividade, com comércio local, artistas e outros projetos inovadores.

Assiste também aos showcases Música no Mercado, com bandas e artistas emergentes que tens mesmo de conhecer.

PRAÇA CENTRAL

O sítio onde se concentram as surpresas: performances de Dança à vista de todos, com artistas que não podes perder

CABINE DO FUTURO

Uma ideia do ChatGPT, em colaboração com o Gerador :-)

O Gerador pediu ao ChatGPT que criasse uma ação para envolver a comunidade no festival Oeiras Ignição Gerador. Indicámos-lhe o propósito do evento, o tema e o local onde acontece.

Em resposta, o ChatGPT criou a Cabine do Futuro, uma estrutura onde todos podem entrar para gravar um vídeo, dando a sua opinião sobre “Qual o papel da cultura e criatividade num futuro incerto?".

As democracias sob ameaça, as incertezas trazidas pela ascensão da inteligência artificial, a sociedade em crescente polarização, a guerra e os sucessivos testes à paz internacional. Onde cabem a cultura e a criatividade num contexto tão sombrio?

Partilha a tua visão connosco num vídeo de até um minuto. Os vídeos gravados serão transmitidos no festival.

A Cabine do Futuro estará em permanência no Largo 5 de Outubro, no Centro Histórico de Oeiras, de dia 15 a dia 20 de maio nos seguintes horários:

- De dia 15 a 19 de maio, das 13h00 às 15h00 e das 16h30 às 19h00
- Dia 20 de maio, das 10h00 às 13h00 e das 15h30 às 19h30

 

QUESTÕES FREQUENTES

 

O que é o Oeiras Ignição Gerador?

É um festival que chega este ano à quarta edição e que, todos os anos, reúne personalidades nacionais e internacionais para discutir o futuro da cultura e da criatividade. Em 2023, ocupamos o centro histórico de Oeiras com questões sobre o papel destas duas áreas num futuro que parece tão incerto. O programa divide-se entre Conversas e Apresentações, Workshops, Despertadores, Concertos, performances de Dança e, ainda, uma Feira da Criatividade.

Como posso participar no festival?

A maioria das iniciativas são de acesso pago. E há 3 tipologias de bilhetes que podes comprar na nossa loja online: o Passe 4 dias, que dá acesso a todo o festival, e os bilhetes diários para os dias 19 e 20 de Maio, datas em que há concertos à noite no Auditório Eunice Muñoz.

O valor base do Passe 4 dias é 19€ e os Bilhetes Diários têm um custo de 11€. No entanto, se fores Sócio Gerador ou morador em Oeiras tens acessos a descontos especiais. Para este público, o Passe 4 dias tem um custo de 15€ e o bilhete diário de 9€.

Quando completares a compra, vais receber um e-mail com o bilhete que servirá para validarmos a tua entrada no festival.

Posso comprar bilhete no festival?

Sim. A bilheteira estará sempre disponível num destes locais:

– no dia 17 maio , das 9h30 às 18h00, na Galeria Verney
– nos dias 18, 19 e 20, das 9h30 às 15h30, na Galeria Verney, e das 15h45 às 21h30, no Auditório Municipal Eunice Muñoz

O que está incluído no bilhete?

Todas as tipologias de bilhete incluem o acesso a workshops originais que têm, habitualmente, na Academia Gerador, o custo de 18€ cada. A participação nos workshops está sujeita a inscrição para o e-mail geral@gerador.eu.

Além disso, garantes ainda a entrada:

– em Conversas e Apresentações exclusivas com personalidades nacionais e internacionais que nos desafiam com as suas reflexões
– em dois Concertos no Auditório Eunice Muñoz
– nos Despertadores: iniciativas de networking que te vão despertar para temas críticos da sociedade. São encontros informais de 1 hora com personalidades que sabem do assunto. Começam com uma pequena conversa não moderada e abrem espaço para a participação de todos

Há ainda para aproveitar showcases de Música no Mercado, performances de Dança e uma Feira da Criatividade. Nestas iniciativas, a entrada é livre :-)

O que é a Cabine do Futuro?

É uma instalação idealizada pelo ChatGPT e tornada real pelo Gerador.

O Gerador pediu ao ao ChatGPT que criasse uma ação para envolver a comunidade no festival Oeiras Ignição Gerador. Indicámos-lhe o propósito do evento, o tema e o local onde acontece. E ele assim fez, criando a Cabine do Futuro :-)

A Cabine do Futuro é uma estrutura onde todos são convidados a entrar para responder, em vídeo, à questão que dá o mote a esta edição do festival Oeiras Ignição Gerador: Qual o papel da cultura e criatividade num futuro incerto?

Partilha a tua visão connosco num vídeo de até 1 minuto. Os vídeos gravados serão transmitidos no festival.

A Cabine do Futuro estará no Largo 5 de Outubro, no Centro Histórico de Oeiras, de dia 15 a dia 20 de maio, nos seguintes horários:

– De dia 15 a 19 de maio, das 13h00 às 15h00 e das 16h30 às 19h00
– Dia 20 de maio, das 10h00 às 13h00 e das 15h30 às 19h30

O que faço quando chegar ao festival?

Se compraste um passe geral, vem ter connosco à bilheteira do Auditório Municipal Eunice Muñoz ou à da Galeria Verney e apresenta o teu bilhete para que te possamos dar uma pulseira válida para os 4 dias, que deves manter até à última iniciativa do festival.

Se tens um bilhete diário, tens apenas de o mostrar, à entrada dos espaços.

Como chegar ao Centro Histórico de Oeiras?

As seguintes linhas têm rotas que passam perto do Auditório Municipal Eunice Muñoz.

Autocarros: 1523; 1601; 1604; 1605
Comboio: Cais do Sodré – Oeiras; Cascais – Oeiras

Sugerimos que utilizes a app gratuita moovit, onde podes ver as várias alternativas de transportes públicos partindo da localização onde te encontras.

A zona envolvente do centro histórico de Oeiras é de estacionamento pago.

Quem contacto caso precise de ajuda ou mais informações?

Se tiveres algum problema na compra do bilhete ou caso tenhas outras questões ou dúvidas existenciais acerca do festival, envia-nos um e-mail para o geral@gerador.eu. Responderemos o mais rápido possível :-)

UMA IDEIA
COM O ALTO PATROCÍNIO

 

 

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0