fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

A Revista Gerador é uma publicação quadrimestral que se dedica ao jornalismo lento. Fazemos artigos de profundidade dedicados aos desafios dos jovens, à desigualdade e discriminação, à emergência climática, aos atrevimentos da cultura e à ambição de quem vive no interior e nas localidades de baixa densidade populacional. Convocamos artistas e entidades para se expressarem de forma aberta, com obras, ideias e provocações. E desafiamos, ainda, personalidades que admiramos a expressarem a sua opinião.

 

REVISTA GERADOR 42

 

Inteligência artificial e o futuro das desigualdades

A popularidade crescente das tecnologias de IA tem levantado questões relativas ao seu impacto social e a discussão em torno das mudanças que provocará divide especialistas, filósofos, técnicos e artistas, que projetam cenários mais ou menos disruptivos.
Que mundo vamos, afinal, criar com a IA?
A capa é uma reflexão provocadora de ±MaisMenos± sobre o impacto da IA na sociedade e no futuro e inclui uma intervenção de Realidade Aumentada.
Lê ainda cinco reportagens de jornalismo lento sobre a importância da transição ecológica feminista na crise climática, a relação da Igreja Católica com a comunidade LGBTQIA+ em Portugal, os desafios linguísticos nos PALOP e o futuro das línguas nacionais e do português, a contribuição da imigração contra a desertificação de Alcoutim, o concelho mais envelhecido de Portugal e um perfil de Bruno Carnide, o realizador que produziu o primeiro filme curto português com IA.
Conta ainda com uma obra gráfica de Diogo Gazella Carvalho, uma obra fotográfica de Guilherme Proença e uma obra literária de Catarina Letria.

Reportagens de Capa

Cada edição tem um tema de capa diferente que é abordado com profundidade numa longa reportagem. 

Causas Sociais 20.Out.2023

Inteligência artificial e o futuro das desigualdades

Teve origem na década de 1950, mas recentemente ganhou especial destaque, à boleia dos chatbots. A discussão em torno das mudanças que serão provocadas pela inteligência artificial divide especialistas, filósofos, técnicos e artistas, que projetam cenários mais ou menos disruptivos. Do Estado ao indivíduo, formulam-se hipóteses diversas com ênfase nas disparidades sociais, que podem acentuar-se ainda mais. Discriminação de género reforçada em sistemas de recrutamento, segregação racial potenciada por «sistemas de policiamento preditivo», fragilidades económicas acentuadas por programas automatizados de cobrança fiscal. São muitos os exemplos – reais ou ficcionais –, mas ainda poucas as soluções comprovadas. Que mundo vamos criar com a inteligência artificial?

Causas Sociais 11.Mar.2022

Centro-Periferia: uma relação assente em estigmas?

De difícil definição para os geógrafos, o centro e a periferia parecem ser noções muito…

Juventude 6.Dez.2021

Saúde Mental: quais os desafios para os jovens?

Portugal é o segundo país com a mais elevada prevalência de doenças psiquiátricas da Europa….

Causas Sociais 23.Ago.2021

Como se redefine a base de uma profissão?

A crise económica do setor jornalístico traz uma crescente preocupação para a contribuição do jornalismo…

Sobressalto 22.Abr.2021

A sustentabilidade na cultura: um passo rumo ao futuro

2030. É este o ano que assinala o ponto de não retorno no que diz…

Na capa 18.Out.2020

Qual o fado da cultura portuguesa? Constelações no tempo: entre o passado e o presente, para o futuro da cultura em Portugal

No dia 18 de março, foi decretado o estado de emergência em Portugal, pelo Presidente…

Reportagens 24.Ago.2020

Os passos da dança portuguesa unem-se num movimento contínuo

Se, aos olhos daqueles que ainda hoje perseguem o sonho da dança, Portugal representa, muitas…

Conteúdos de jornalismo lento

Estamos comprometidos com a prática de jornalismo lento e dedicamos tempo de qualidade para, em cada edição, oferecermos um conjunto de artigos de profundidade.

REVISTA 26.Jan.2024

Bruno Carnide: o realizador inquieto em movimento constante

Apesar de ser descrito como um apaixonado pelo cinema, não se considera um cinéfilo. Descreve-se como uma pessoa prática, e os elogios deixam-no desconfortável. Enquanto realizador, encontrou nas curtas-metragens o melhor formato para contar as suas histórias. Já foi nomeado duas vezes para os Prémios Sophia da Academia Portuguesa de Cinema e, em janeiro de 2023, criou a primeira curta-metragem portuguesa realizada apenas com Inteligência Artificial. O seu último filme esteve em exibição no Tirana Film Fest, um festival qualificador para os Óscares e para os Prémios do Cinema Europeu. Para além de cineasta, Bruno Carnide desdobra a sua criatividade pela docência universitária, pela curadoria do Museu da Imagem em Movimento de Leiria e pela programação do Leiria Film Fest.

Interior 12.Jan.2024

Em Maçainhas, ainda se produz o genuíno Cobertor de Papa, «um cobertor de memórias»

De cor lisa ou com padrões coloridos, o tradicional Cobertor de Papa da Serra da Estrela é conhecido pelo seu característico pelo comprido, pela sua consistência e por ser muito quente e pesado. A lã churra, tosquiada da ovelha de raça autóctone portuguesa – a churra mondegueira –, sempre foi a base para o fabrico destes cobertores.

Profundidade 11.Dez.2023

Pode a imigração solucionar a desertificação do concelho mais envelhecido do país?

Martim Longo, situada num Algarve interior que traz no sotaque e nos costumes o Baixo Alentejo, é uma aldeia que faz parte do concelho mais envelhecido de Portugal, Alcoutim. Com cerca de 1030 habitantes, segue a tendência do concelho do qual faz parte: ver a sua população a diminuir de ano para ano, e principalmente a população jovem. Em 1960, o concelho de Alcoutim registava 9288 habitantes, mas apenas 23 % da população era considerada jovem. Em 60 anos, existiu uma diminuição acentuada para 2523 pessoas, com apenas cerca de 6 % de jovens, segundo dados recolhidos pelos Censos 2021.

Causas Sociais 20.Nov.2023

De Portas Entreabertas: A relação da Igreja Católica com a comunidade LGBTQIA+ em Portugal

No início do ano, o Papa Francisco, convidando à oração, pediu que as paróquias abrissem as suas portas a todos, especialmente aos excluídos. As portas estão abertas, sim, mas será que todos são aceites quando entram? «A Igreja são as pessoas», ouvimos muito esta frase. São, de facto, as pessoas que abrem ou fecham estas portas, mas sem regra aparente. De norte a sul do país, a experiência muda: depende dos dias, dos padres e das pessoas que se cruzam na entrada.

Democracia 3.Nov.2023

Entre o oficial e o oficioso: Os desafios do português e outras línguas nos PALOP

Projeções das Nações Unidas estimam que o português será a primeira língua de 400 milhões de pessoas em 2050, e que esse número poderá mesmo ultrapassar a fasquia dos 500 milhões no final do século. O aumento ficará a dever-se sobretudo ao intenso crescimento demográfico previsto para Angola e Moçambique – que, em 2100, poderão ter, em conjunto, 300 milhões de habitantes, ultrapassando o Brasil. No entanto, pertencer à Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP) está longe de significar ter o português como língua materna, ou tão pouco falar o idioma. Não obstante, nestes territórios, o português é visto como uma língua global, de futuro e oportunidades.
Neste artigo, analisamos os contextos linguísticos dos Países Africanos de Língua Portuguesa (PALOP), e procuramos perceber a forma como estas nações, outrora colonizadas, olham para o futuro, quer dos idiomas ditos nacionais – num momento em que movimentos pela sua valorização ganham cada vez mais força –, quer do português, que escolheram oficializar após as independências.

Causas Sociais 15.Set.2023

A descolonização dos manuais de História continua por concretizar

A descolonização dos manuais de História continua por concretizar

Interior 14.Ago.2023

Sortelha, uma aldeia que convida a viajar no tempo

Longe da agitação e do anseio pelo novo, típico das grandes cidades, há uma aldeia no interior de Portugal onde ainda domina a calmaria dos tempos idos. Sortelha, no distrito da Guarda, convida quem por ela passa a viajar no tempo até ao seu berço medieval, do qual conserva memórias. Essa época está refletida nas suas ruas estreitas que fazem apetecer o passeio, nas casas baixas forradas a granito e nas muralhas em anel que protegem a reduzida população.

Cultura 14.Jul.2023

Laura Gonçalves: “O cinema de animação português tem muita qualidade e já o tem há vários anos”

A estreia de Portugal nos Óscares deste ano levantou a discussão acerca da valorização do cinema de animação nacional. Além da nomeação de Ice Merchants (2022), de João Gonzalez, para Melhor Curta-Metragem Animada, O Homem do Lixo (2022), de Laura Gonçalves, também chegou à lista de produções pré-selecionadas para a mesma categoria do prestigiado galardão. Trata-se do quarto e mais premiado filme da realizadora, natural de Belmonte, e de uma homenagem ao seu tio, que, 15 anos depois da sua morte, ainda é carinhosamente lembrado nas reuniões de família.

Espaço para os artistas

Todas as edições convidamos um artista a criar a capa da revista e autores a criarem obras inéditas de literatura, fotografia e artes visuais.

Entrevistas 22.Jan.2024

Guilherme Proença: “A entropia é, possivelmente, o mecanismo de defesa da natureza”

Uma entrevista a Guilherme Proença, autor da obra fotográfica “A permanência do inútil”, originalmente publicada na Revista Gerador 42, que podes descobrir também em baixo.

REVISTA 27.Nov.2023

Diogo «Gazella» Carvalho: «Falo do que sinto que falta, a mim e ao meu redor, para ter uma vida digna»

Uma entrevista ao autor da obra gráfica “Sem docu’”, originalmente publicada na Revista Gerador 42, que podes descobrir também em baixo.

Do Gerador 11.Nov.2023

“Filhas da Terra”. O ensaio fotográfico que celebra a ligação entre as mulheres e o ambiente

Da autoria de Susana Domingues, inicialmente publicado na Revista Gerador 42

Artistas 4.Set.2023

Ana Luiza Tinoco

Uma entrevista a Ana Luiza Tinoco, autora da obra literária “Feito bicho geográfico, há que se caminhar por dentro”, originalmente publicada na Revista Gerador 41, que podes descobrir também em baixo.

Cultura 18.Ago.2023

Luiza Porto

Uma entrevista a Luiza Porto, autore de “Transmutável”, obra originalmente publicada nas Páginas Ocupadas da Revista Gerador 41.

Cultura 7.Ago.2023

Naida Fernandes

Uma entrevista à autora da obra gráfica “Onde está o Onxy?”, originalmente publicada na Revista Gerador 41, que podes descobrir também em baixo.

Artistas 22.Mai.2023

Ana Luiza Tinoco

Uma entrevista a Ana Luiza Tinoco, autora da obra literária “Feito bicho geográfico, há que se caminhar por dentro”, originalmente publicada na Revista Gerador 41, que podes descobrir também em baixo.

Opinião de quem admiramos

Desafiamos personalidades que admiramos a expressarem a sua opinião e a apontarem caminhos para o futuro.

Preocupamo-nos com a sustentabilidade

A preocupação com a sustentabilidade levou-nos a criar o projeto Sobressalto. Depois, para sermos coerentes, decidimos fazer um conjunto de alterações à Revista Gerador, que podes descobrir aqui em baixo.

A preocupação com a sustentabilidade levou-nos a criar o projeto Sobressalto. Depois, para sermos coerentes, decidimos fazer um conjunto de alterações à Revista Gerador.

Passar a produzir toda a Revista Gerador em papel reciclado foi uma delas.

A preocupação com a sustentabilidade levou-nos a criar o projeto Sobressalto. Depois, para sermos coerentes, decidimos fazer um conjunto de alterações à Revista Gerador.

Decidimos passar a ter um versão digital da revista, acessível através do nosso site, e reduzimos substancialmente a tiragem da revista impressa para uma edição limitada e numerada de exemplares.

A preocupação com a sustentabilidade levou-nos a criar o projeto Sobressalto. Depois, para sermos coerentes, decidimos fazer um conjunto de alterações à Revista Gerador. Sair dos pontos de venda de rua foi uma das decisões que tomámos.

Há uma diferença substancial entre a tiragem (os exemplares de uma publicação que são impressos) e as vendas efectivas.

Estar presente numa rede ampla de pontos de venda implica aceitar que há uma parte significativa da produção que não é vendida, que é excedentária.

No Gerador optámos por reduzir a tiragem da revista e sair dos pontos de venda para termos um controlo da produção mais eficiente e sustentável. E, por isso, concentrámos as vendas na nossa loja online e na Central Gerador.

Descobre aqui as últimas quatro edições da Revista Gerador. Podes comprá-las em versão digital, impressa ou tornar-te Sócio Gerador e garantires que as recebes sempre em casa. Clica em cada capa ou aqui para ires até à nossa loja online e descobrires todas as edições passadas disponíveis.

Quebra-gelo

Aqui encontras as respostas ao Quebra-Gelo publicado na Revista Gerador. Clica em cima de cada imagem para encontrares as soluções do jogo, mas não caias na tentação antes do tempo.

Quebra-gelo 20.Jan.2023

Revista Gerador 40

Descobre aqui as soluções do Quebra Gelo da Revista Gerador 40.

Quebra-gelo 21.Out.2022

Revista Gerador 39

Descobre aqui as soluções do Quebra Gelo da Revista Gerador 39.

Quebra-gelo 8.Jul.2022

Revista Gerador 38

Descobre aqui as soluções do Quebra Gelo da Revista Gerador 38.

Quebra-gelo 11.Fev.2022

Revista Gerador 37

1. Atualmente, Portugal é o quarto país a nível europeu com mais quilómetros de autoestradas….

Quebra-gelo 29.Nov.2021

Revista Gerador 36

O que é a Saúde Mental?Um estado de bem-estar geral Em que dia se comemora…

Quebra-gelo 3.Set.2021

Revista Gerador 35

1. A Guarda é a mais alta cidade portuguesa com 1056m de altitude e está…

Quebra-gelo 20.Mai.2021

Revista Gerador 34

1. Qual foi a primeira música portuguesa a participar no Festival Eurovisão daCanção? Oração 2….

Quebra-gelo 5.Fev.2021

Revista Gerador 33

1. Em Em que localidade surgiu a editora Discos de Platão? Guimarães 2. A que…

Quebra-gelo 23.Out.2020

Revista Gerador 32

1. Em que localidade portuguesa fica situado o Museu Municipal da Máquina de Escrever? Golegã 2….

Quebra-gelo 24.Jun.2020

Revista Gerador 31

1. O arquiteto Raul Lino é responsável pela concepção de um dos mais icónicos teatros…

Quebra-gelo 6.Mar.2020

Revista Gerador 30

1. Que outra ocupação profissional desempenhava o dramaturgo Bernardo Santareno? Medicina 2. Quem é o…

Quebra-gelo 10.Jan.2020

Revista Gerador 29

Que pintor português serve de inspiração ao filme O Pintor e a Cidade (1956) de…

Estatuto Editorial

O Gerador persegue estes temas hoje, porque são determinantes para o que vamos ser como sociedade amanhã:

– Juventude: analisamos as vontades e preocupações dos jovens. Procuramos fazer jornalismo sobre o reinventar da educação, sobre políticas de emprego, sobre os problemas relacionados com a habitação e sobre os desafios da saúde mental.

– Causas Sociais: reflectimos sobre as dinâmicas principais de uma sociedade moderna e progressista, como a desigualdade, a discriminação, o lugar de fala, a identidade e a orientação sexual ou as políticas de migração.

– Sustentabilidade: permanecemos alertas sobre a sustentabilidade e resiliência ambiental. Exploramos informação sobre as alterações climáticas, os novos desafios ambientais e damos visibilidade a pessoas e projetos que procurem uma mudança de paradigma.

– Interior: cobrimos os tópicos fundamentais relacionados com o interior do país e com localidades de baixa densidade populacional, nomeadamente, riscos demográficos, desertificação, condições de acesso, pobreza, competitividade económica e transição digital.

– Democracia: investigamos as grandes questões relacionadas com os sistemas políticos, com a forma de estruturar a sociedade, com a vontade de fazer um jornalismo consequente e inclusivo e queremos contribuir para a mobilização dos cidadãos na sua participação cívica.

– Cultura: abordamos os assuntos estratégicos da cultura no nosso país, porque sabemos quanto ela é importante para o nosso desenvolvimento. Falamos sobre as iniciativas culturais e procuramos conteúdos fora das grandes cidades que valorizem a cultura popular e novas expressões culturais.

O Gerador procura levar aos seus leitores informação cada vez mais profunda e cuidada. Somos rigorosos e dedicados, mas também descontraídos, abertos à crítica e com sentido de humor.

O Gerador está empenhado em apoiar o jornalismo e os jornalistas, em particular os profissionais mais jovens, através da Bolsa Gerador Ciência Viva, que oferece recursos técnicos, humanos e financeiros para a realização de reportagens de investigação, a profissionais ou estudantes até aos 35 anos.

O Gerador rejeita qualquer discriminação baseada no género, religião, origem étnica ou orientação sexual e defende os valores da pluralidade e diversidade cultural.

O Gerador é independente de pressões políticas, económicas ou de outro tipo.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0