fbpx

joão teixeira lopes

Gargantas soltas 25.Mar.2021

Para além do "lugar de fala": um elogio da partilha

É hoje frequente, na esfera pública, sermos confrontados com o nosso “lugar de fala”. Tal interpelação transporta ganhos significativos. Em primeiro lugar, o lugar que ocupamos na linguagem e no…

Gargantas soltas 25.Fev.2021

Eu, um filho do Império

À Micas e à Maria Helena. Ao meu pai e à minha Avó, in memoriam Sou um filho do império Colonial Português, das suas brutalidades, afetos e contradições. Nasci em…

Gargantas soltas 28.Jan.2021

Compreender e reagir: notas sobre o ascenso do Chega

Muitas e muitos de nós estamos ainda a recuperar de um resultado tão expressivo quanto assustador de um partido de extrema direita. Dir-se-á que o regime não está em causa,…

Gargantas soltas 3.Dez.2020

E depois da pandemia?

Muitas vezes se disse que a atual pandemia (que eu definiria como uma crise estruturalmente social, com implicações médicas e sanitárias) nos obriga a inventar um futuro e a não…

Gargantas soltas 5.Nov.2020

AMÉRICA, AMÉRICA – a importância da “Deep story”

Por mais que detestemos Trump (e eu detesto-o, pelo símbolo em que se tornou – de racismo, machismo, homofobia, nepotismo, corrupção e ódio) importa compreender radicalmente o fenómeno. Radicalmente quer…

Gargantas soltas 8.Out.2020

E AS CRIANÇAS?

Hoje, dei comigo a pensar na forma como impomos às crianças a nossa aceleração. De manhã, ao acordar, a minha filha cantava alegremente. E eu, indiferente ou irritado, apressava-a para…

Gargantas soltas 10.Set.2020

After drink – os novos proletários (também da cultura)

Não é incomum a perceção da excecionalidade dos trabalhadores da cultura. Afinal, o seu ofício relaciona-se tantas vezes com os bens singulares, o imaterial, o criativo, a ideia e o…

Gargantas soltas 13.Ago.2020

Arte pública: um convite para pensar a cidade e a vida

Existe já vasto património no quadro das experiências de formação artística em espaço público. Poderíamos falar do célebre Mur du Respect, de William Walker, da omnipresença dos graffitis e da…

Gargantas soltas 16.Jul.2020

Quem tem medo dos estudos de públicos?

Muitas das principais instituições culturais portuguesas, estou certo, ou não têm estudos de públicos atualizados ou nunca os fizeram (não confundir com estudos de mercado, marketing, sondagens, etc.). Na verdade,…

{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}
X
X