Jorge Barreto Xavier

Gargantas soltas 24.Jun.2020

Talvez a pantera a serpente o colibri

Olho-te nos olhos. Não te vejo. A película vítrea, a pele, não me aproxima, inteiramente, de ti. Pouso os meus olhos nos teus. Quero dizer, tu estás diante de mim,…

Gargantas soltas 10.Jun.2020

Portugal

Sinto-me atraído por ti. Namoro-te, desde pequenino. Amo-te no cheiro da urze queimada com caruma e pinhas nos magustos, lá bem na Serra, perto de Casal de Cinza. Faziam-se pequenas…

Gargantas soltas 13.Mai.2020

Os limites da lei

Gostava muito de ser campeão de judo. Mas sei que se me empenhar corajosamente na tarefa, com treino diário e alimentação adequada, não atingirei esse objetivo. Queria nadar com a…

Gargantas soltas 29.Abr.2020

As máscaras

Não há coração que perdure fora da sua peleE o âmago das palavras orna-se de metáforas, prosopopeias, elipses, pois que a nudez absoluta não tem perdão A carne, sanguínea, palpitante,…

Gargantas soltas 15.Abr.2020

Homens e feras

Agora, anda por aí o silêncio.Não aquele que se ouve, amadamente, perto da respiração.É antes um silêncio calado.De vez em quando, uma sirene. Uma abstinência forçada paira sobre as ruas,…

Gargantas soltas 1.Abr.2020

Os dias felizes

Há dias que nos lembram outros dias. As memórias dos dias sobre os dias são uma manufatura ardilosa, entre um silêncio interior e auroras em lugares secretos, por vezes só…

Reportagens 1.Set.2019

Formar cidadãos, formar públicos: que caminho(s) para a cultura em Portugal?

A programação é um ponto-chave na nossa relação com a cultura. Com o objetivo de cruzar vozes e perspetivas, falámos com programadores e intervenientes culturais no sentido de se aprofundar…

{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}
X
X