A Anda&Fala - Associação Cultural abriu na passada sexta feira, 8 de outubro, candidaturas a bolsa de dois mil euros para jovens criadores. O concurso surge no âmbito do festival Walk&Talk e destina-se a estudantes de artes, artistas emergentes e a jovens que pretendam desenvolver uma atividade ou um projeto em uma área de expressão artística. As candidaturas encerram a 31 de outubro.

A open call concretiza-se assim na atribuição de uma bolsa de criação integrada no Programa de Residências Artísticas da 11ª edição do festival de artes que acontece de 14 a 23 de julho de 2022", sendo destinada a pessoas até aos 30 anos, lê-se em comunicado .

À parte do valor monetário, a pessoa vencedora contará ainda com acompanhamento curatorial e de produção com início em novembro de 2021, para apresentação do projeto artístico resultante em julho de 2022 durante o Walk&Talk.

As candidaturas para o "Open Call Jovens Criadores Walk&Talk 2022" estão abertas até 31 de outubro. Podes consultar aqui o regulamento.

Tome-se ainda nota que todos os ficheiros da candidatura deverão ser enviados como anexos e num e-mail único com o assunto “Candidatura Open Call Jovens Criadores / Nome” para jovenscriadores@walktalkazores.org.

Posteriormente, as candidaturas serão avaliadas por um júri composto por dois elementos da direção artística da Anda&Fala - Jesse James e Sofia Carolina Botelho, e um convidado da área da cultura.

O Walk&Talk designa o Festival de Artes dos Açores, que acontece todos os anos, desde 2014, em julho, na ilha de São Miguel. Até ao momento já foram atribuídas 13 bolsas, a Catarina Gonçalves, Luís Senra (2020); Joana Franco, Madalena Fragueiro (2019); Diogo Lima, Madalena Correia (2018); Margarida Andrade, Cristóvão Ferreira (2017); Carolina Rocha (2016); Beatriz Brum, João Miguel Ramos (2015); Mariana Pacheco Medeiros, César Martiniano (2014).

A Anda&Fala - Interpretação Cultural é uma associação sem fins lucrativos dedicada à dinamização do espaço público e à intervenção social através da arte. Foi criada em 2011 com a visão de dinamizar os Açores através do investimento cultural.

Texto de Isabel Marques e Lusa
Fotografia disponível via Pexels