fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

CONVERSAS À JANELA, um espaço onde se explora a estética de jardim do tempo

As Conversas à Janela estão integradas no ciclo de reflexão do projeto de criação artística "PLANTA" com a criação e direção de Ana Luena e José Miguel Soares da Malvada Associação Artística.

Em "PLANTA" explora-se a estética de jardim do tempo, experienciando a noção da cultura japonesa de “Ma” - o espaço intermediário, a suspensão, um vazio que não remete à ausência de algo, mas que existe como possibilidade em potência. Ao longo do projeto apresenta-se um Ciclo de Conversas com vários convidados, uma Escrita Epistolar, uma Exposição Fotográfica e um Espetáculo, todos interligados num processo de inteligência distribuída similar ao das plantas. Este projeto de criação prevê uma componente de reflexão e de construção de pensamento crítico sobre a atualidade e o futuro num diálogo entre artistas, participantes, público e pensadores, no qual se insere as Conversas à Janela.

É desolador que a terra seja hoje tão cruelmente explorada e apartada do ser humano. Como nos (re)conheceremos se já não soubermos o que a terra é, o seu cheiro, a sua textura ou simplesmente de onde vem a brisa que nos afagou agora mesmo o rosto? De forma cada vez mais avassaladora a terra e as plantas são concebidas apenas como uma fonte de recursos, de extração de riqueza, como sinónimo de produtividade e (na melhor das hipóteses) de sustentabilidade num sentido meramente utilitarista, seja como fonte de alimento, materiais construtivos, oxigénio, sombra ou controle climático. A agricultura intensiva, as linhas que invadem as regiões mais esquecidas do interior do nosso País, onde a Malvada tem a sua residência, são a imagem de uma visão mercantilista da natureza e da cultura. Um mundo vivido na vertigem da aceleração, sem o tempo demorado, o da contemplação, sem o conhecimento do outro, do diferente, um mundo em que nunca tivemos tanta possibilidade de comunicação, mas que nunca tivemos tão pouca comunidade. Comunicação sem comunidade. Estaremos a chegar ao fim de uma época? Estaremos a chegar a um ponto de ruptura do sistema democrático, do liberalismo, do capitalismo, do antropoceno, do mundo como o conhecemos?

Todas as quartas-feiras de Junho ficará disponível às 19h a gravação de cada conversa e o respetivo podcats em malvada.art e gerador.eu

1 JUN - Aurora Carapinha - Jardins e espaços públicos
8 JUN - Álvaro Domingues - Paisagens transgénicas
15 JUN - Michiko Okano - ‘Ma’: Espaço comunicativo de eventuais relações
22 JUN - Gisela Casimiro - Abnegação e extrativismo
29 JUN - Fátima Vieira - Pensamento utópico

A Malvada Associação Artística foi fundada em 2018 por Ana Luena e José Miguel Soares, a dupla responsável pelas criações artísticas e direção deste projeto sediado em Évora. A Malvada aposta num território periférico como centro de criação e reflexão artística contemporânea. Tem como fim a realização de projetos de criação, envolvendo diferentes áreas artísticas e do conhecimento, frequentemente cruzando disciplinas, como a fotografia, o vídeo, a literatura, o teatro ou a performance. Promove atividades de criação e fruição artísticas envolvendo a comunidade, através da participação ativa em ações de mediação, serviço educativo, acessibilidade e inclusão social, potenciando uma relação de proximidade entre públicos diversificados e a obra artística.

O Gerador é parceiro desta iniciativa.
Planta tem o Apoio da República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes.

NO GERADOR ABORDAMOS TEMAS COMO CULTURA, JUVENTUDE, INTERIOR E MUITOS OUTROS. DESCOBRE MAIS EM BAIXO.

Já pensaste em tornar-te sócio gerador?

Ser Sócio Gerador é ter acesso à assinatura anual da Revista Gerador (4 revistas por ano), a descontos nas formações da Academia Gerador, passatempos exclusivos, experiências e vantagens na cultura.

Shopping cart
There are no products in the cart!
Continue shopping
0
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}
Copy link
Powered by Social Snap