Numa altura em que a maioria dos museus foram aconselhados a fechar portas devido ao surto de Covid-19, são muitas as alternativas que têm sido propostas, no sentido de disponibilizar ao público outras formas de poderem ter acesso às diversas coleções de arte.

É o caso do Museu Calouste Gulbenkian, em Lisboa, que anunciou recentemente o encerramento de todos os seus espaços expositivos, da biblioteca mas também dos seus jardins, mas que tem disponível uma visita virtual, em 360º, a duas das suas coleções.

Trata-se da Coleção do Fundador, com objetos do Antigo Egito, do Oriente Islâmico ou obras de artistas como Rembrandt, Turner, Monet, Rodin ou René Lalique, e também da Coleção Moderna, com obras de arte da autoria de Amadeo de Souza-Cardoso, Almada Negreiros, Paula Rego ou Vieira da Silva, entre outros.

Estas visitas virtuais são inteiramente gratuitas e estão disponíveis aqui.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Ricardo Oliveira Alves

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.