Foi no subúrbio do Rio de Janeiro, onde cresceu, que Leo Middea descobriu o gosto pela música. A história começou aos 14 anos, quando aprendeu violão para impressionar uma menina por quem se apaixonou. Com o primeiro disco na mão “Dois” (2014), Leo iniciou a sua jornada musical e acabou em Buenos Aires realizando cerca de 23 concertos pela Argentina, no ano de 2015.

O segundo disco “A Dança do Mundo” (2016), produzido por Peter Mesquita, viajou por diversas cidades brasileiras, entre elas as capitais Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Goiânia, Curitiba e Porto Alegre. Este álbum tornou-se um misto de experiências e aprendizagens que Leo Middea adquiriu nas suas viagens — e contou com participações como Laura Lavieri, Bruna Moraes, Nina Oliveira e Jota.Pê.

Um ano depois, o cantor e compositor mudou-se para Lisboa e essa mudança trouxe mais de 70 concertos em Portugal, assim como concertos em Espanha e França. “Vicentina” (2020) chega com produção de Paulo Novaes, arranjos de Polivalente e participação do cantor Janeiro, abrindo novos espaços de reconhecimento do artista. O projeto conseguiu sair do papel após Leo andar pelas ruas pedindo um euro por pessoa para juntar o dinheiro necessário para a gravação — o que se tornou também num minidoc que pode ser visto no YouTube. 

Em Lisboa, realizou a série “Shows na Varanda”, em setembro de 2020, como maneira de continuar a trabalhar.

Esta é a lista de 10 músicas de autores portugueses e brasileiros que partilhou connosco:

Janeiro, "Solidão"
Luísa Sobral, "Só um beijo"
Tiago Nacarato & Salvador Sobral, "Tempo"
Capitão Fausto, "Amanhã Tou Melhor"
Gilsons, "Várias Queixas"
Erasmo Carlos, "Gente Aberta"
Janeiro & Paulo Novaes, "P'ra Ser Irmão" OUVE AQUI
Caetano Veloso, "Odara"
Gilberto Gil, "Realce"
Gal Costa, "Flor de Maracujá"
Fotografia da cortesia de Leo Middea
gerador-mescla