De 9 a 19 de Setembro, com curadoria de Alexandre Farto aka Vhils e da plataforma Underdogs, realizar-se-á a Oficina Iminente, no Panorâmico de Monsanto. Uma vez que, enquanto festival, não poderá ser realizado, o Iminente readaptou-se.

A Oficina Iminente é um programa especial, "um espaço de criatividade, abertura, troca de ideias, comunhão, expressão e criação", que transita entre diversas expressões artísticas, lê-se no comunicado de imprensa.

Este evento, co-organizado com a Câmara Municipal de Lisboa, contará com um grupo de artistas, performers, músicos, activistas, investigadores e autores, que abrirão uma "experiência de proximidade e intimidade, abordando temas urgentes e contemporâneos".

Workshops, talks, concertos e um parque de arte pública darão forma a estes dias. Porém, tendo em conta as limitações exigidas actualmente, para fazer face ao contexto pandémico, só os participantes dos primeiros terão acesso presencial. As restantes ofertas do programa terão transmissão via streaming, no website do Festival Iminente. Será possível visitar o parque, quando o Panorâmico de Monsanto abrir portas.

Realizar-se-ão cerca de 7 workshops, liderados por um ou mais artistas e abertos a um grupo entre 10 a 15 pessoas. ±MaisMenos± orientará a Oficina de propaganda politico-artística, Wasted Rita, um workshop de desenho e escrita "para quem quer garantir o mínimo de comunicação com outras pessoas", Inês Tartaruga Água proporá uma "reflexão sobre a emergência climática e a experiência quotidiana de viver a cidade", entre outros.

Os participantes poderão acompanhar o processo de construção do parque de arte pública, que, com curadoria e direcção artística da Underdogs, será realizado pelos artistas visuais Add Fuel, AkaCorleone, Francisco Vidal, Tamara Alves e Wasted Rita, que farão emergir esculturas de grande escala.

Em diálogo com os temas dos workshops, as talks decorrerão nos dois últimos dias. Estas também estarão abertas aos participantes dos primeiros, assim como os concertos, de Chong Kwong, Shaka Lion Dia, Mynda Guevara e XEH!.

"Não é um festival, mas continua a ser Iminente!"

Conhece o programa detalhado, aqui.

Texto de Raquel Botelho Rodrigues

Fotografia disponível na página de Facebook do Festival Iminente