Portugal encontra-se debaixo de uma situação de stress hídrico, entre a escassez elevada e extrema. É este o resultado do primeiro estudo realizado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) sobre a água que temos, que gastamos ou que perdemos.

De acordo com o mesmo, os cenários para o futuro são preocupantes, sendo que o pior se encontra na previsão para 2100, com uma redução de 49% do volume de água dos rios na zona do Algarve, bem como menos 29% de precipitação.

O estudo da APA conclui ainda que nos últimos 20 anos a disponibilidade de água reduziu cerca de 20%, prevendo-se uma diminuição entre 10% a 25% até ao final do século.

A Agência Portuguesa do Ambiente é a entidade responsável pela implementação das políticas de ambiente em Portugal. Esta é uma agência do Estado que tem como missão a gestão integrada das políticas ambientais e de sustentabilidade.

Texto de Isabel Marques
Fotografia disponível via Pexels