O projeto Animais, composto por músicos dos Belle Chase Hotel e do Quinteto de Coimbra, todos de Coimbra, lançou o disco 15 Anos Sem Paredes em fevereiro deste ano, pela Lux Records.

Decorria o ano de 2003 e Coimbra era a Capital da Cultura. No Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), foi apresentado o espetáculo “Mondego Chase”, que juntou os Belle Chase Hotel e o Quinteto de Coimbra, no qual foram tocados temas de Carlos Paredes. Este espetáculo foi apresentado noutras salas, mas em estúdio ficou apenas gravada a versão do tema “Verdes Anos”, incluído na colectânea Movimentos Perpétuos.

Quinze anos mais tarde, Raquel Ralha (Wraygunn, Mancines, The Twist Connection, Belle Chase Hotel, Azembla’s Quartet), Ricardo Dias (aCapella, Quinteto de Coimbra), Pedro Lopes (Na Cor do Avesso, Quinteto de Coimbra) e Pedro Renato (Belle Chase Hotel, Azembla’s Quartet, Mancines, Tracy Vandal), os mesmos músicos que arquitetaram o projeto “Mondego Chase”, reuniram-se para completar a aventura musical pelo universo de Carlos Paredes.
 E assim surgiu Animais e o disco 15 Anos Sem Paredes.

 

O single de avanço chama-se “Sede e Morte”, com música de Carlos Paredes e letra de Pedro Nuno Lopes. Lê-se no comunicado de imprensa que é de se esperar “um disco intenso para almas irrequietas, ouvidos exigentes e espíritos livres”.

Texto de Rita Dias
Fotografia de Bruno Pires

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.