O Ministério da Cultura anunciou, esta manhã, a atribuição de 2,8 milhões de euros ao próximo concurso de apoio a projectos, da Direcção-Geral das Artes, a abrir este mês, num montante total de 4,7 milhões de euros, “que inclui apoios em parceria”, informa a Lusa.

A declaração que apresenta os apoios a abrir no ano seguinte e que, geralmente, sai até dia 30 de Novembro do ano anterior, ainda está por ser divulgada, pois tem estado em discussão o “ajuste do modelo de apoio às artes.” Neste sentido, em audição parlamentar, a Ministra da Cultura informou “que ‘quando a pandemia chegou’, tinham sido feitas ’50 reuniões por causa do modelo de apoio às artes'”, acrescenta a Lusa, citando. Até ao fim de Julho, conta-se “com a colocação em discussão pública das propostas para o novo ciclo de apoio da Direção-Geral das Artes e para a regulamentação da rede de cineteatros.”

Graça Fonseca partilhou, ainda, que “‘serão assinados os protocolos com as 311 entidades’ abrangidas”, respeitantes à Linha de Apoio de Emergência ao Sector das artes, a cujo valor inicial de um milhão de euros, foram somados 700 mil euros.

“O Ministério da Cultura tinha revelado, hoje, à Lusa que foram recebidos 1.025 pedidos de apoio desta linha de emergência, de ‘projetos artísticos de criação nas áreas das artes performativas, artes visuais e de cruzamento disciplinar’, dos quais 389 ‘não foram considerados elegíveis'”, lê-se ainda na agência.

Texto de Raquel Botelho Rodrigues e Lusa

Fotografia de Ketan Rajput