fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

A coragem de ser um jovem artista no séc. XXI

Nas Gargantas Soltas de hoje, o Tiago Sigorelho fala-nos sobre o contexto da Mostra Nacional Jovens Criadores: "Foram selecionadas 114 obras de mais de 100 criadores, de 15 dimensões artísticas diferentes."

©David Cachopo

Num contexto cada vez mais orientado para a procura do retorno, quer seja do lucro ou da imagem, esvaziam-se os espaços de experimentação, criação e tolerância ao erro, tão necessários para uma expressão artística vigorosa. Reduz-se, assim, a possibilidade de participação dos maiores agentes de provocação na cultura e nas artes: os jovens.

Neste século, com a estagnação da disponibilidade financeira para as pessoas, o aumento contínuo dos custos com a habitação e a energia e a manutenção da precariedade no trabalho, existem muito poucas hipóteses para um jovem artista arriscar. Só apenas aqueles que nascem em lugares favorecidos conseguem ter intervalos para conceber livremente, sem a pressão de pagar a renda do quarto na casa que se partilha com mais duas pessoas.

A Direção Geral das Artes parece, também, dar sinais contrários ao necessário impulso aos jovens, dando cada vez mais dinheiro às estruturas que concorrem aos projetos quadrienais, preferindo desvalorizar os concursos bienais, os únicos onde novas estruturas, na grande maioria feitas de jovens que desejam trazer novas ideias, podem candidatar-se.

No entanto, num oceano de desafios e problemas, continua resiliente um evento que já leva 25 anos e que se tem destacado como o mais importante momento de estímulo para jovens artistas em Portugal: a Mostra Nacional de Jovens Criadores (MNJC), uma iniciativa do Instituto Português do Desporto e da Juventude.

A MNJC já deu a conhecer vários autores que atualmente marcam as diferentes áreas da Cultura em Portugal, como a artista plástica Joana Vasconcelos, os escritores Valter Hugo Mãe e Gonçalo M. Tavares, os estilistas António Tenente e Maria Gambina e o compositor Manuel Durão, entre outros.

A edição deste ano, que irá decorrer entre os dias 1 e 3 de dezembro, no Fórum Municipal Romeu Correia e no Centro Cultural e Juvenil de Santo Amaro, em Almada, recebeu o maior número de candidaturas de sempre: 838.

Esta é a primeira vez que o Gerador organiza esta iniciativa. E tentámos estar à altura desta celebração dos 25 anos, trazendo cinco novas categorias artísticas, transformando o evento num festival de 3 dias dedicado aos jovens e criando situações de encontro e aprendizagem, que promovam novas criações para o futuro.

Foram selecionadas 114 obras de mais de 100 criadores, de 15 dimensões artísticas diferentes. Os vencedores de cada categoria serão anunciados numa gala, no último dia do evento, e receberão um prémio no valor de 1.000 euros, uma entrevista publicada na plataforma do Gerador, 50% de desconto em todos os cursos e workshops da Academia Gerador durante um ano e um Cartão Jovem.

Os premiados foram escolhidos por um júri específico para cada categoria, composto por dois autores com trabalho reconhecido na área e um representante do IPDJ. O humorista Hugo Van Der Ding, a ilustradora Clara Não, o escritor Afonso Cruz, a atriz Carla Chambel, o estilista Dino Alves, a artista visual e ilustradora Tamara Alves e o músico Hélio Morais são alguns desses jurados.

Com o privilégio de já ter tomado contacto com as obras selecionadas, posso atestar que a coragem destes jovens artistas tem como consequência a apresentação de criações recheadas de qualidade, que nos dão esperança para o futuro.

*Texto escrito ao abrigo do antigo Acordo Ortográfico

-Sobre Tiago Sigorelho-

Formado em comunicação empresarial, esteve ligado durante 15 anos ao setor das telecomunicações, onde chegou a Diretor de Estratégia de Marca do Grupo PT, com responsabilidades das marcas nacionais e internacionais e da investigação e estudos de mercado. Em 2014 criou o Gerador e tem sido o presidente da direção desde a sua fundação. Tem continuamente criado novas iniciativas relevantes para aproximar as pessoas à cultura, arte, jornalismo e educação, como a Revista Gerador, o Trampolim Gerador, o Barómetro da Cultura, o Festival Descobre o Teu Interior, a Ignição Gerador ou o Festival Cidades Resilientes. Nos últimos 10 anos tem sido convidado regularmente para ensinar num conjunto de escolas e universidades do país e já publicou mais de 50 textos na sua coluna quinzenal no site Gerador, abordando os principais temas relacionados com o progresso da sociedade.

A opinião expressa pelos cronistas é apenas da sua própria responsabilidade.

NO GERADOR ABORDAMOS TEMAS COMO CULTURA, JUVENTUDE, INTERIOR E MUITOS OUTROS. DESCOBRE MAIS EM BAIXO.

Já pensaste em tornar-te sócio gerador?

Ser Sócio Gerador é ter acesso à assinatura anual da Revista Gerador (4 revistas por ano), a descontos nas formações da Academia Gerador, passatempos exclusivos, experiências e vantagens na cultura.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0