A menor língua do mundo é um espectáculo sobre línguas em vias de extinção, que terá lugar no Teatro NAcional D. Maria II, de 5 a 15 de Março. Com texto de Alex Cassal e Paula Diogo, a peça chama a atenção para o risco de vida das línguas, nomeadamente a língua gestual portuguesa, o minderico, o aragonês, o barranquenho ou o mirandês.

O material foi recolhido em viagem por Miranda do Douro, Minde e Barrancos. O destino era o mirandês, o minderico e o barranquenho, respectivamente. Nos caminhos, os encontros com artistas e pessoas “que ainda carregam consigo a memória e a prática de algumas destas línguas em vias de extinção” foram essenciais para o processo de criação. “Trata-se de um trabalho de pesquisa que, mais do que registar algo que foi, pretendeu explorar possíveis vir-a-ser, criando menos um museu e mais uma feira”, como se lê no comunicado de imprensa.

A interpretação é de Bibi Dória, Sílvia Filipe e Zia Soares, e a música é da autoria de João Lopes Pereira. Com o que recolheram nestes movimentos, trazem-nos “um espectáculo de variedades: piadas e canções, coreografias burlescas e poemas épicos, referências eruditas e animais amestrados”.

Sabe mais aqui.

Texto de Raquel Botelho Rodrigues
Fotografia de José Caldeira