Tiago Pereira está a convidar artistas de todo o país a filmarem-se a tocar uma canção. Em tempos de quarentena, surge a música portuguesa a gravar-se a ela própria.

Pode ler-se numa publicação no facebook do projeto A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria: “A música portuguesa é imensa. Não é apenas a da indústria ou a profissional. Há música espalhada por esse país fora: dos ranchos folclóricos às filarmónicas, das velhinhas que cantam para si próprias, às mães que embalam os filhos. Ela existe em cada um de nós, nem que seja quando cantamos na banheira. A grande missão do projecto A música portuguesa a gostar dela própria foi sempre o de nivelar a atenção que se dá a toda esta música, gravando e divulgando o que encontra em todo o país. Ora, o projecto também está recluso em casa, impossibilitado de andar por aí a gravar. Por isso, fez a única coisa possível para poder continuar a divulgar toda esta música, muitas vezes desconhecida ou esmagada pela atenção que se dá a toda a outra pelos meios de comunicação e agora pelas redes sociais. Criou um novo projecto onde convida os músicos, reclusos também, a gravar o que quiserem, numa espécie de confessionário da música portuguesa, a que chamou: A música portuguesa a gravar-se a ela própria.

Qualquer músico pode participar, ou qualquer pessoa que cante, seja amador, seja profissional. Numa entrevista ao P3, Tiago Pereira explicou que pretende que este desafio seja uma oportunidade para os portugueses “serem protagonistas e espectadores ao mesmo tempo, de qualquer forma”.

A música portuguesa a gravar-se a ela própria já conta com mais de vinte cinco vídeos, nos quais se pode ver uma família a cantar em conjunto, um músico em estúdio, uma avó a cantar ou uma criança a gravar do Japão. Não falta criatividade aos artistas, nem emoção a Tiago Pereira. “Talvez, pela época, fiquemos mais sensíveis, a verdade é que me comovo. Recebo vídeos de famílias inteiras a cantar e choro, são eles que cantam, Vamos todos ficar bem.”, lê-se na página de facebook do novo projeto.

Se quiseres participar, envia o vídeo via wetransfer com o e-mail da MPAGDL (amusicaportuguesa@gmail.com) e inclui o teu nome, o título da canção e, se tal for possível, a letra. Os vídeos devem ser filmados na horizontal, com a maior qualidade possível, de preferência com luz direta, não em contraluz, e em espaços onde não haja muito eco, com boa acústica. O género musical e a temática são livres, à escolha de quem participa.

Texto de Rita Dias
Logotipo da Música Portuguesa a Gravar-se a Ela Própria

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.