A editora nova-iorquina Graphis, que trabalha para dar a conhecer e promover o trabalho de profissionais que se destaquem nas áreas de Design, Publicidade, Fotografia e Arte / Ilustração, galardoou a OFF Design, uma agência de publicidade portuguesa, especializada em projectos editoriais, identidades e branding e webdesig“, com quatro prémios. Estes foram atribuídos no dia 24 de Julho, em Nova Iorque.

Entre os trabalhos premiados, encontram-se o design do site Braga Cultura 2030, da candidatura da cidade de Braga a Capital Europeia da Cultura, o livro Bragança. Das Origens à Revolução Liberal de 1820, editado pelo Município de Bragança, o número XII da revista vimaranense Veduta, editada pela Oficina, assim como a campanha de comunicação de 2018 do festival 12 em Rede, promovido pelas Aldeias Históricas de Portugal. 

O site Braga Cultura 2030, surge no âmbito do concurso do Município de Braga à Capital Europeia da Cultura 2027 e, neste sentido, da necessidade de apresentar o programa pensado para o período de 10 anos, compreendido entre 2020 e 2030, bem coo os seus resultados, “com depoimentos de várias pessoas e instituições que habitam o território, construindo assim um mapa identitário da comunidade.” A OOF tratou de organizar os conteúdos em cinco partes: “1. Introdução e partilha das diversas fases do projeto de candidatura; 2. Factos históricos do território, ilustrados com fotografias dos vários símbolos etnográficos da cidade; 3. Vídeos e reportagens com entrevistas a pessoas, locais e instituições da cidade; 4. Formulário para recolha de opiniões dos habitantes, e apresentação de resultados do trabalho de preparação do programa; 5. Notícias relacionadas com o projeto,” lê-se na apresentação.

O livro Bragança. Das Origens à Revolução Liberal de 1820 foi realizado em colaboração com o centro de investigação CEPESE – Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade. O Município convidou seis fotógrafos para recolher fotografias do território e a OOF ficou responsável por organizá-las e materializá-las num álbum fotográfico. O design é “inspirado no modo de navegação de uma página web. Cumprindo todos os critérios hierárquicos de uma publicação científica, o livro é ilustrado com quase 500 fotografias e documentos históricos, transformando-se num objeto com um grande valor simbólico para os trasmontanos.”

A revista científica Veduta, publicada pela Oficina há mais de uma década, também se assume “como um objeto de coleção”. A OOF realizou “um processo manual aliado à impressão industrial, permitindo criar 500 exemplares exclusivos, numa edição limitada.”

A campanha 12 em Rede, desenvolvida em 2018 para a Associação Aldeias Históricas de Portugal, no contexto de um evento cultural com um programa que contemplava as doze aldeias, trata-se de um “projeto de comunicação transversal apoiado por 12 ilustrações individuais inspiradas no tema do programa cultural e no estudo etnográfico de cada aldeia. A comunicação revela as atividades diárias das aldeias, os produtos, o dialeto, as tradições, as crenças, as lendas entre outros aspetos característicos da história, da cultura e da memória destes lugares.”

Texto de Raquel Botelho Rodrigues

Fotografia disponível no site da OOF