O monólogo, que é uma conferência-espectáculo, A vida sexual das orquídeas, da actriz e criadora francesa Sofia Tellet, estará no Teatro Nacional D. Maria II, entre 28 de Fevereiro e 1 de Março.

A autora também é a intérprete e reflectirá sobre o amor e a sexualidade, a partir do humor, da poesia e da botânica. As orquídeas têm um processo de fecundação mais complexo que o das outras flores. Nestas, o pólen masculino transforma-se em feminino. Como uma professora, Sofia Teillet, abordará as técnicas de atracção de insectos, bem como o comportamento parasitário da semente, após a fertilização da orquídea. Um olhar mais aproximado da vida destes seres vivos é uma maneira de pensarmos a nossa forma de amar. 

"A minha primeira ideia não foi falar sobre relações humanas, mas sobre reprodução vegetal. O modo como elas se reproduzem pareceu-me muito poético: estão enraizadas e irremovíveis, mas são forçadas a mudar-se para encontrar uma outra. Fiquei atraída por esta planta porque parece muito calma e tranquila, mas está carregada de estratégias para viver e é muito activa, ao mesmo tempo. Enquanto pesquisava, descobri que as orquídeas eram citadas com muita frequência e comecei a pesquisar sobre orquídeas. Decidi falar apenas sobre orquídeas, porque a reprodução delas é realmente fascinante", explica Sofia Teillet.  A comparação com as relações humanas veio por acréscimo: "se observarmos algo que está vivo, podemos comparar, de certa forma, com outra coisa que está viva, o nosso modo de vida, com o modo de vida do vegetal", acrescenta.

"Vamos revisitar juntos as lições de biologia que tivemos, quando crianças, aprofundando-as, com a alegria de tomar consciência do que muitos de nós esquecemos: quando oferecemos uma flor a alguém, na verdade, oferecemos os genitais de uma espécie vegetal", diz.

Apesar de Sofia não ser cientista, recorre a este discurso, utilizando projecção de imagens e esquemas científicos, a partir do qual as orquídeas transformar-se-ão numa filosofia sobre a "colaboração, a simbiose e a comensalidade", como se lê no comunicado de imprensa.

Trata-se de uma produção do l'Amicale, que está pela primeira vez em Portugal. A vida sexual das orquídeas estreou em Lausanne, na Suíça, em Julho de 2018.

Vídeo de apresentação da conferência - espectáculo "A vida sexual das orquídeas"

Texto de Raquel Botelho Rodrigues
Fotografia de Camile Bondon