O Tremor volta a São Miguel para ocupar a ilha entre os dias 9 e 13 de abril de 2019, e a programação já foi desvendada. O casamento entre diferentes expressões artísticas com a natureza renova votos e fortalece os laços que foram sendo criados com a comunidade desde a primeira edição. Concertos, interações na paisagem, laboratórios, momentos dedicados ao pensamento, arte nas ruas e residências artísticas vão preencher os cinco dias de festival. 

Representados no site do Tremor por elementos da fauna e da flora, os primeiros artistas confirmados são Colin Stetson, Moon Duo, Pop Dell’Arte, Lula Pena, Grais, Cave, Lafawndah, e The Sunflowers. Juntam-se a eles outros elementos, parte integrante de residências artísticas e espetáculos a acontecer no Tremor—Ondaamarela, Escola de Música de Rabo de Peixe e Asism Açores (Associação de Surdos de São Miguel) num primeiro grupo, e Za! a formar equipa com as Despensas de Rabo de Peixe e (uma exposição de) Rubén Monfort. 

O festival organizado pela Yuzin — Agenda Cultural, a Lovers & Lollypops e o curador independente António Pedro Lopes é estruturado no sentido de reunir sinergias envolvendo artistas, comércio, governo, municípios, associações culturais e a comunidade num momento de criação e partilha cultural. 

O passe geral já está disponível por 40 € e encontra-se à venda na FNAC, na Worten, nos CTT, em bol.pt e noutros locais aderentes.

Texto de Carolina Franco
Fotografia de Tremor

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.