A Academia Portuguesa de Cinema distinguiu na quinta-feira 15 realizadores em início de carreira com os Prémios Sophia Estudante, nas categorias de Ficção, Documentário, Animação, Experimental, e cartaz, numa cerimónia que decorreu em Lisboa.

Concorreram aos Sophia Estudante 2019 um total de 83 filmes de 18 escolas de norte a sul do país, segundo a organização. Na categoria de curta-metragem de Ficção, o 1.º lugar foi para Da Capo, de Mário de Oliveira – Universidade da Beira Interior, o 2.º lugar para Loop, de Ricardo M. Leite – Escola Superior de Media Artes e Design (ESMAD), e o 3.º lugar para Banho Santo, de Bruno Saraiva – Universidade Lusófona.

Na curta-metragem de Documentário venceram o 1.º lugar, Jamaika Onto New Paths, de Alexander Sussmann – Universidade Lusófon, o 2.º lugar foi para A Rua é uma Selva, de Ricardo Mussa – World Academy, e o 3.º lugar Sombra, de Diogo Lourenço, Duarte Gaivão e Francisco Moura – Universidade Lusófona.

Para a categoria de curta-metragem de Animação foram eleitos em 1.º lugar, O Presidente Veste Nada, de Clara Borges e Diana Agar – Universidade da Beira Interior, o 2.º lugar, Ode à Infância, de João Monteiro e Luís Vital – Instituto Politécnico de Portalegre, e no 3.º lugar ficou One Minute Show Time, de Maria Clara Norbachs e Marisa Alves Pedro - Universidade da Beira Interior.

Na categoria de curta-metragem Experimental foram premiados, em 1.º lugar, A Viagem, de Henrique Lopes – Escola de Tecnologias Inovação e Criação (ETIC) Algarve, em 2.º lugar, Somewhere in Outer Space this Might be Happening Somehow, de Paulo Malafaya, Escola Artística Soares dos Reis, e em 3.º lugar, Lázaro, de Concha Silveira, Alba Dominguez, David Cruces – Universidade Lusófona.

Na categoria melhor Cartaz ficaram, em 1.º lugar, Ouro sobre Azul, da designer Marta Féria de Sá – Universidade Lusófona, em 2.º lugar, Paisagem Submersa, do designer Edmundo Correia - ESMAD, e em 3.º lugar, Atrás de Tempo, Tempo Vem, da designer Patrícia Azevedo - ESMAD. Foi ainda entregue, na cerimónia que decorreu no Auditório do Museu da Farmácia, uma menção honrosa a Cringe, de Dinis Leal Machado - ESMAD.

Tal como aconteceu nas edições anteriores, os três primeiros classificados de cada categoria são agora candidatos ao Prémio Sophia Estudante no valor de 5.000 euros, a ser entregue na cerimónia dos Prémios Sophia, no dia 22 de março de 2020, no Casino Estoril.

Na cerimónia, o presidente da Academia Portuguesa de Cinema, Paulo Trancoso, sublinhou: "O interesse e o entusiasmo destes jovens e a qualidade das curtas-metragens concorrentes mostram que o cinema português está bem vivo e tem futuro”.

Durante a manhã e a tarde, alunos e professores, assistiram a uma masterclass e uma sessão de perguntas e respostas de dois mestres do cinema: a primeira a cargo de Jay Rabinowitz, editor de filmes como A Árvore da Vida ou Requiem for a Dream; e a segunda conduzida por Tariq Anwar, editor de Beleza Americana ou O Discurso do Rei, moderada por Branko Nesvok.

Texto de Lusa
Fotografia de Laura Lee Moreau via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.