fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Acompanhar a política europeia é antecipar aquele que será o nosso futuro

Juliana de Sá fala-nos sobre a influência direta da UE na vidas dos cidadãos europeus, evidenciando a área da Saúde.

Opinião de Juliana de Sá

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Exemplo do Espaço Europeu de Dados de Saúde (EEDS)

Imaginem uma situação em que, após as tão aguardadas férias pela costa sul de França chegarem, têm um imprevisto de saúde, já em solo francês. Naturalmente, têm de se deslocar a um serviço de urgência do país em que estão. Felizmente (graças ao Cartão Europeu de Seguro de Doença – obrigada UE!) esta experiência já será facilitada. 

No entanto, serão atendidos por um médico que não vos conhece, não partilha a mesma língua materna e, mais importante, não conhece o vosso processo clínico – doenças, alergias, medicação, exames previamente realizados.

Felizmente, graças a sermos portugueses e pertencermos a um Estado-Membro da União Europeia, dentro de alguns anos essa situação poderá ser diferente – obrigada UE

Assim, imaginem novamente uma situação idêntica. No entanto, ao chegarem ao serviço de urgência,público ou privado, mediante o vosso consentimento, o profissional de saúde tem acesso ao vosso histórico clínico e consegue consultar informações essenciais para o diagnóstico e tratamento adequados como, por exemplo, uma alergia a penicilina ou o resultado dos últimos exames médicos que realizaram.

Esta realidade será possível dentro de alguns anos, pelo Espaço Europeu de Dados de Saúde (EEDS), proposta apresentada pela Comissão Europeia, na qual o Parlamento Europeu adotou a sua posição a 13 de dezembro de 2023.

A situação anterior é um exemplo de um dos usos que esta regulação pretende atingir. Outra aplicação é a utilização dos dados de saúde para investigação, inovação e formulação de políticas de saúde. Dessa forma, a disponibilidade de mais dados de saúde integrados, em conformidade com os princípios legais de privacidade, possibilitará a obtenção de evidência mais robusta para futuros tratamentos inovadores.

Por falta de exemplos concretos do impacto da política europeia no nosso dia-a-dia, é frequente depararmo-nos com a dificuldade de compreender a importância de participar nas eleições para o Parlamento Europeu. 

Nesse sentido, é curioso entender que a eurodeputada responsável pelas negociações deste relatório no Parlamento é portuguesa – deputada e médica Sara Cerdas, eleita pelos votos dos portugueses em 2019.

O nosso voto para o Parlamento Europeu faz a diferença - em problemas específicos, e muito concretos, da nossa vida. 

Acompanhar a política europeia hoje é acompanhar as mudanças na nossa vida, individual e como sociedade, no futuro. 

Por este futuro que quero viver, obrigada UE.

- Sobre a Juliana de Sá -

Natural de Trofa, Porto, a residir em Bruxelas. Licenciada em Ciências Biomédicas e mestre em Gestão de Saúde. Atualmente, trabalha consultora de saúde em assuntos europeus.

Texto de Juliana de Sá
As posições expressas pelas pessoas que escrevem as colunas de opinião são apenas da sua própria responsabilidade.

Publicidade

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

14 Junho 2024

Tempos Livres. Iniciativas culturais pelo país que vale a pena espreitar

13 Junho 2024

Ansiedade Política: Como Lidar com a ascensão da Extrema Direita?

12 Junho 2024

42: Prólogo

12 Junho 2024

Haris Pašović: “Não acredito que a arte deva estar desligada da realidade”

11 Junho 2024

Sobre o Princípio de Reparação do Dano Ambiental (e a Necessidade de Tutelar o Direito ao Ambiente)

11 Junho 2024

Prémio Fundações vai dar 50 mil euros a projetos de arte, ciência, cidadania e solidariedade

10 Junho 2024

Matilde Travassos: “A intuição é a minha única verdade”

7 Junho 2024

Tempos Livres. Iniciativas culturais pelo país que vale a pena espreitar

6 Junho 2024

Em voz alta: Medo em tempos de ódio

6 Junho 2024

Sobre o novo aeroporto e a sustentabilidade do setor da aviação

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

5 JUNHO 2024

Parlamento Europeu: extrema-direita cresce e os moderados estão a deixar-se contagiar

A extrema-direita está a crescer na Europa, e a sua influência já se faz sentir nas instituições democráticas. As previsões são unânimes: a representação destes partidos no Parlamento Europeu deve aumentar após as eleições de junho. Apesar de este não ser o órgão com maior peso na execução das políticas comunitárias, a alteração de forças poderá ter implicações na agenda, nomeadamente pela influência que a extrema-direita já exerce sobre a direita moderada.

22 ABRIL 2024

A Madrinha: a correspondente que “marchou” na retaguarda da guerra

Ao longo de 15 anos, a troca de cartas integrava uma estratégia muito clara: legitimar a guerra. Mais conhecidas por madrinhas, alimentaram um programa oficioso, que partiu de um conceito apropriado pelo Estado Novo: mulheres a integrar o esforço nacional ao se corresponderem com militares na frente de combate.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0