Os idosos do Alto Minho vão ser chamados a participar, durante dois anos, em oficinas de teatro, num projeto que girará à volta dos costumes, tradições e histórias de vida da região. Num investimento de 300 mil euros, o projeto arrancará em outubro com ensaios semanais em cada um dos dez concelhos do Alto Minho, dirigidos por artistas convidados.

Em entrevista à Lusa, o presidente da CIM do Alto Minho, José Maria Costa, explicou que o projeto vai permitir divulgar e preservar “histórias, património e lendas” da região. Consequentemente, o objetivo da proposta visa divulgar o teatro, captar mais públicos e valorizar a atividade cultural do distrito de Viana do Castelo.

Para tal, a ideia passa que por cada concelho um grupo de dez idosos dê o corpo ao projeto teatral.

Face a isto, no final do primeiro ano, espera-se que os participantes estejam já aptos para apresentar o resultado do trabalho desenvolvido, em peças parcelares que aludirão ao património imaterial de cada um dos concelhos e às histórias de vida das gentes locais. Numa etapa final, será ainda apresentado um espetáculo performativo, de teatro e multimédia.

Financiado por fundos comunitários, o projeto é da responsabilidade do Centro Dramático de Viana e da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho. O projeto será desenvolvido em parceria com cada uma das dez câmaras municipais do distrito de Viana do Castelo.

Texto de Isabel Marques
Fotografia disponível via Unsplash