A exposição coletiva SINGULAR PACE está patente na zet gallery, em Braga, até ao próximo dia 5 de janeiro. Esta mostra artística deve a sua autoria a 19 alunos convidados da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e encerra a programação anual da galeria.

Helena Mendes Pereira, curadora da exposição, explica que esta pretende lançar novos talentos e divulgar a obra de artistas recém-formados. Os trabalhos apresentados em SINGULAR PACE foram selecionados no contexto da edição deste ano das Galerias Abertas, uma iniciativa que contou com um júri constituído por Cabral Pinto, diretor artístico da Fundação Bienal de Arte de Cerveira, Fernanda Araújo, artista plástica, Jorge da Costa, diretor do Centro de Arte Contemporânea Graça Morais.

As obras expostas vão desde a pintura à fotografia, incluindo vídeo, escultura e instalação, e foram produzidas por alunos de licenciatura, mestrado e doutoramento. “Tudo o que se apresenta em SINGULAR PACE é o início do caminho de um autor”, realça Helena Mendes Pereira. A curadora da mostra acrescenta ainda que “não negando as disciplinas, a vanguarda acentua-se na negação dos vícios classificativos e quando sentimos que o ateliê (ou a Escola) são verdadeiros laboratórios”.

A exposição tem entrada gratuita e as obras podem ser consultadas no site da galeria.

Texto de Carolina Gaspar

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.