André Letria venceu, com o livro A Guerra, de José Jorge Letria, dois prémios de ilustração, na Coreia do Sul e na China, afirmou a editora Pato Lógico. O livro foi editado em maio deste ano e, tal como indica o título, consiste numa narrativa textual sobre a guerra, que contém vinte frases que o ilustrador português coloriu através de uma sequência paralela e complementar.

André Letria foi o artista selecionado para receber o Grande Prémio do Nami Concours 2019, o concurso internacional de livro ilustrado da ilha coreana de Nami. O português conseguiu, com a distinção em solo sul-coreano, um prémio de cerca de dez mil euros e a possibilidade de ver as suas ilustrações da obra em exposição na ilha, a partir de abril. A outra distinção ocorreu por meio da segunda edição da Competição Internacional de Livros Ilustrados Little Hakka, na China.

José Jorge Letria e André Letria trabalham juntos há, pelo menos, 20 anos, em torno da criação de livros ilustrados. Pai e filho, apresentam agora A Guerra, onde tons escuros, castanhos e cinzentos convivem lado ao lado com as palavras da obra. “É o dualismo que me interessa num livro ilustrado, é criar um objeto e que conte uma história. Aqui neste há uma interpretação da essência da guerra, como uma doença que se transforma e adapta, que está atenta às fragilidades do hospedeiro e se instala de uma maneira insidiosa”, declarou André Letria em maio à agência Lusa.

A 2 de janeiro, é inaugurada, na Biblioteca Municipal de Ílhavo, uma exposição onde se podem observar algumas das ilustrações e esboços do livro.

Texto de Carolina Gaspar
Fotografia de rawpixel, disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.