A mais recente exposição do ciclo Reação em Cadeia estará em exibição até dia 26 de fevereiro de 2021, na Galeria Fidelidade Arte, em Lisboa.
A exposição coletiva explora padrões e conexões através de dados que pouco se associam mas se cruzam na “perfeição”.

A exposição “APOFENIA” contraria o habitual que o ciclo Reações em Cadeia tem vindo a apresentar. Não se trata de uma exposição individual e os Las Palmas não são um pseudónimo do artista.

Tal como é possível ler no comunicado “Na verdade, Las Palmas é o nome de um espaço expositivo gerido por artistas, fundado em 2017 por Aires de Gameiro, Hugo Gomes, Nuno Ferreira e Pedro Cabrita Paiva.”
O projeto permite explorar outras bagagens, não se dedicando apenas a mostrar as obras dos seus fundadores.

“Apofenia é o termo científico para um fenómeno que todos nós já experimentámos em algum momento: a capacidade de reconhecer figuras, padrões ou conexões em dados aleatórios”, como se pode ler no texto que acompanha a visita da exposição.

A exposição conta com a participação de artistas como: Aires de Gameiro, Arno Beck, Catherine Telford-Keogh, Eduardo Fonseca e Silva, Francisca Valador, Holly Hendry, Hugo Brazão, Jason Dodge, José Taborda, Lito Kattou, Maria Miguel von Hafe, Nuno Ferreira, Pedro Cabrita Paiva, Primeira Desordem, Rowena Harris, Stefan Klein.

Esta mostra de diferentes peças e obras de arte reflete a “apetência” do nosso cérebro para agrupar dados aleatórios e associá-los, fazendo com que as suas significações apresentem um sentido. O impulso de tornar uma abstração em algo reconhecível e concreto é o ponto de partida.

A energia que tem sido alimentada pelo projeto Las Palmas é definida como “exótica relativamente aos proverbiais bom-gosto e seriedade da arte portuguesa quanto o seu nome sugere”, em comunicado. A”cor”, o “impulso para o abjeto”, para “a ironia”, “a pirraça” ou para o “displicente” não se retraem.

A exposição é gratuita, no entanto, apresenta uma limitação de 10 pessoas a cada visita. Podes consultar todos os horários aqui.

Texto de Patrícia Silva
Fotografia de cortesia da Galeria Fidelidade Arte

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.