O Teatro Oficina comemora 25 anos em 2019 e, por isso, nos dias 13 e 14 de dezembro, muitas das produções feitas pela companhia sobem ao palco do Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG). A iniciativa “Arquivo Público” tem como objetivo reavivar a memória sobre o trajeto do Teatro Oficina na celebração dos 25 anos.

Manuela Ferreira foi a criadora desta instalação-performance, que contou com a ajuda de um grupo de pessoas que acompanharam o Teatro Oficina ao longo de gerações. “Tratar o efeito que os vestígios das várias experiências provocam implica permitir descontinuidades, ausências e livres associações. Não se trata, portanto, de um movimento no sentido de sistematizar, reproduzir ou classificar, mas antes um exercício estético que interpreta e transforma estes reservatórios de experiências em novas formas de expressão, sentidos e ficções”, diz a autora, Manuela Ferreira, em comunicado.

Depois da estreia em março, que esteve em exibição em várias sessões, o espetáculo volta agora ao CIAJG e conta com interpretação de Carlos Correia e Luísa Oliveira. Os bilhetes têm o custo de 5 euros ou 3,5 euros com desconto.

Texto por Gabriel Ribeiro
Fotografia via press release

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.