Uma guitarra do músico Paulo Furtado, um vestido da cantora Ana Bacalhau e uma peça de cenografia do Teatro Aberto estão à venda numa nova plataforma digital, A Loja Do Artista, de solidariedade com os profissionais da Cultura.

“No primeiro confinamento, quando nos começámos a deparar com as dificuldades, surgiu ideia de tentar fazer alguma coisa online que pudesse ajudar os meus pares”, explicou à agência Lusa o músico Renato Júnior, um dos impulsionadores do projeto.

A Loja Do Artista é uma plataforma onde artistas, técnicos, autores – mas também “proprietários mais anónimos” – podem colocar à venda “objetos que tenham simbolismo” e cujas receitas de venda revertem para os próprios ou podem ser doadas a entidades de solidariedade, como a União Audiovisual e a Casa do Artista.

Esta plataforma é uma iniciativa da produtora Doubleclick, do músico Renato Júnior, e da empresa de tecnologia Something Apps. O principal objetivo é permitir que todos os profissionais da cultura, ou qualquer outra pessoa, possam colocar à venda objetos únicos de que sejam proprietários, disponibilizando assim ao público em geral peças que pela sua história ou simbolismo têm por si só um valor sentimental e económico único.

Texto de Lusa
Fotografia disponível via Pexels