O espaço Sines Tecnopolo, no município de Sines, vai apresentar “Asas d’Areia”, este sábado, dia 8, em estreia nacional. O espetáculo é uma instalação não-verbal que junta o vídeo documental com o circo, mais precisamente a arte do equilíbrio e a dança.

A história apresentada foca-se nos povos migratórios, “contextualizando-se, de forma mais particular e numa perspetiva humanitária, nos que estão retidos em campos de refugiados. O foco do trabalho, que foge da mera ilustração do tema, visa essencialmente uma investigação sobre a natureza, comportamento e relações humanas, quando subordinados a condições extremas, num lugar inóspito, vazio de esperança e/ou expetativas de futuro”, pode ler-se em comunicado. A trama segue a aventura de duas personagens que procuram um lugar que lhes providencie dignidade.

“Asas d’Areia” é um espetáculo multidisciplinar que se pode adaptar a locais não convencionais. O conceito e direção ficou a cargo de Julieta Aurora Santos e a interpretação conta com Douglas Melo e Kátia Rocha. A banda sonora é da autoria de Tiago Inuit.

Texto por Gabriel Ribeiro
Fotografia de Eurico Coelho

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.