Uma vez, Gil Sousa licenciou-se em Línguas, Literaturas e Culturas (FLUL), o que resultou em grande ansiedade. Matriculou-se imediatamente numa pós-graduação em Artes da Escrita (FCSH). A outra coisa que ele fez foi entrevistas para o Gerador, que deviam ir ler já. Também nasceu, em 1993.

Frequentou a Universidade de Cambridge, no curso de Literatura Inglesa. Tem uma paixão por todo o tipo de histórias, e, se conseguir, quer fazer vida delas. Escreve, no mínimo, uma página de palermices por dia   ̶   à mão, anacronicamente.

Aos 2 anos já tinha lido todos os livros do Tintim, o que continua a ser o seu maior feito.