AWAKE, a próxima edição da ModaLisboa, tutorada pela Associação ModaLisboa, a entidade sem fins lucrativos que organiza o evento de Moda com maior reconhecimento nacional, Lisboa Fashion Week, realizar-se-à entre 5 e 8 de Março, nas antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército, no Campo de Santa Clara. Para além dos desfiles, conta com uma pop-up store de marcas sustentáveis, conferências, workshops e exposições.

A apresentação das colecções para a estação Outono/Inverno de 2020/2021, será acompanhada por uma programação, cuja atenção reside, sobretudo, na sustentabilidade, em sintonia com a cidade de Lisboa, que foi eleita Capital Verde Europeia 2020. O tema, “acordar”, espera ser tomado como um chamamento a cada pessoa, enquanto membro de uma comunidade maior, pela qual é responsável. Acreditando que a mudança só poderá acontecer através de um despertar colectivo, esta edição alerta para a necessidade de um compromisso que ultrapasse o activismo passivo das redes sociais, do dedo deslizando em ecrãs, submisso à moda das partilhas verdes.

“Acordamos e olhamos para o telemóvel.

Assustamo-nos com as horas.

Fazemos scroll pelas notificações.

Navegamos pelas notícias de última hora.

Vemos o mundo na palma da mão.

Abrimos a câmera frontal para saber quão abertos estão os nossos olhos.

Vemo-nos a nós mesmos na palma da mão”.

O que há depois do “re-tweet”? “AWAKE é a pós-reacção”, como caracteriza a notícia da Associação ModaLisboa. Esta exigência deve pedir respostas à indústria da Moda, das mais responsáveis pela poluição, pela precariedade das condições de trabalho dos colaboradores das fábricas situadas em países em desenvolvimento, pelo reforço de uma lógica de consumo desmedida. A justiça, intrínseca à ética, é um olhar desperto, em permanente vigia, que se converte numa forma de estar com os outros e no mundo. “A comunidade estar alerta, vai fazer com que quem lidera, chefia, comanda, esteja mais limitado. A nossa presença é um bocado como polícias”, diz Eduarda Abbondanza, presidente da Associação ModaLisboa.

Esta edição dá mais um passo na sua internacionalização, com o projecto United Fashion, que trará a Lisboa 15 jovens designers, numa promoção única da Moda independente europeia, que teve início em 2017. MAD - Home of Creators, Fashion Council Germany, Flanders DC, Baltic Fashion Federation, Maisons de Mode, Fashion Weekend Skopje e a Associação ModaLisboa, criaram esta rede para a dinamização da indústria. A esta relação, deve-se a participação de jovens criadores portugueses em showrooms, feiras especializadas, pop-up stores, conferências, acções educativas e pitches, em diversas cidades da Europa. O showroom que decorrerá na Semana da Moda, dinamizado pelo mesmo projecto, será o ponto de encontro entre criadores, buyers e imprensa internacionais, donde podem nascer novas oportunidades de colaboração, e culminará numa apresentação aberta à cidade.

O evento é co-organizado com a Câmara Municipal de Lisboa e cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa Operacional de Lisboa do Portugal 2020.

Texto de Raquel Botelho Rodrigues
Cartaz cedido pela Associação ModaLisboa

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.