Daqui por um mês, a aldeia de Cem Soldos, no concelho de Tomar, volta a receber, de 8 a 11 de agosto, mais uma edição do Festival Bons Sons. Ao longo de quatro dias, o festival celebra 13 anos de existência, materializados em 10 edições dedicadas à música e à cultura portuguesa.

Num ano especial pelas efemérides referidas, a organização do Bons Sons decidiu trazer aos seus palcos bandas e artistas que por ali já passaram, no sentido de se provocarem encontros simbólicos e inusitados. Assim estão programadas as atuações de Diabo na Cruz – o único grupo a solo –, FirstBreathAfter Coma + Noiserv, Lodo + Peixe, Sopa de Pedra + Joana Gama, Glockenwise + JP Simões, Joana Espadinha + Benjamim, e Sensible Soccers + Tiago Sami Pereira.

Em entrevista recente ao Gerador, Luís Ferreira, diretor artístico do festival, explicou qual o intuito destes encontros que marcam, indubitavelmente a edição de 2019. “Temos essas 13 bandas que são, no fundo, a forma de celebrarmos 10 edições na lógica do encontro. São seis concertos nos quais desafiámos géneros e linguagens musicais diferentes a estarem em palco conjuntamente. Por isso vão ser concertos únicos, com originais e abordagens muito diferentes daquelas a que estamos habituados”, realça.

Na sua 10ª edição, o festival conta ainda com 10 palcos, onde nomes como Tiago Bettencourt, Júlio Pereira, Luísa Sobral, Hélder Moutinho, Budda Power Blues & Maria João, Dino D’Santiago, Pop Dell’Arte, X-Wife, Três Tristes Tigres, Stereossauro, DJ Ride, Fogo Fogo, Scúru Fitchádu, e Paraguaii irão marcar presença.

Em apenas um mês a aldeia volta a estar em festa e a comunidade e os visitantes voltam a ser uma espécie de família muito grande que se junta no querido mês de agosto. O passe de 4 dias para o Bons Sons está à venda nos locais habituais por 45€, dependendo sempre do stock existente. Em agosto o valor sobe para os 50€ e o bilhete diário, que até este mês se mantém a 22€, sobe para os 25€. Sabe mais sobre o Bons Sons e os artistas que vais poder encontrar lá, aqui.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Pedro Sadio

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.