Bruno Pernadas, compositor e músico português, vai pela primeira vez ao Japão para atuar com a sua banda no festival FRUE 2018. Este é um dos festivais ao ar livre mais importantes do país, por onde já passaram nomes como Theo Parrish (EUA), Nels Cline’s Trio Hadarro (EUA) ou Yamandu Costa (Brasil), sendo povoado por géneros musicais que vão do jazz ao rock, até ao techno.

Depois de ter passado por Madrid e Barcelona, o músico português vai tocar no dia de abertura do festival, 3 de novembro, que decorre no Sainosato Tsumagoi Resort, em Shizuoka. Para além disso, o seu ensemble de 9 músicos tem concerto marcado para dia 5 de novembro na sala de Tóquio WWW, em Shibuya-ku.

A viagem ao Japão será o pretexto ideal para apresentar os seus discos How Can We Be Joyful in a World Full of Knowledge (2014), onde junta variados géneros musicais como o jazz, space age pop, folk, world music e eletrónica,  e Those Who Throw Objects at The Crocodiles Will be Asked to Retrieve Them (2016). Neste trabalho participam também os músicos Afonso Cabral, Francisca Cortesão, Margarida Campelo, João Correia, Nuno Lucas, Diana Mortágua, Diogo Duque, João Capinha e Raimundo Semedo.

O músico que iniciou o seu percurso musical aos 13 anos, tem formação em composição na Escola Superior de Música de Lisboa e na Escola de Jazz do Hot Club, onde é hoje professor de música. Até à data conta com três discos editados em nome próprio e integra os grupos Real Combo Lisbonense, Worst Summer Ever, Minta & The Brook Trout e Suzie’s Velvet, para além de ser responsável por bandas sonoras para televisão, teatro, cinema e dança.

Texto de Andreia Monteiro
Fotografia de André Guiomar

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal clica aqui.