Ao longo dos próximos meses, a organização do Festival Caminhos do Cinema Português, em Coimbra, promove a 9ª edição do curso de cinema “Cinemalogia”, criado em 2011.

O curso, de vertente teórica mas sobretudo prática, atua complementarmente à oferta das instituições de ensino, apresentando um curso cujo programa didático se associa à generalidade do que é uma produção cinematográfica, aprofundando-se depois na especificidade de múltiplas áreas do conhecimento cinematográfico como a imagem e o som, a direção de arte, o casting e a distribuição do filme.

Dividido por módulos, este projeto destina-se ao “público em geral, ávido de compreender a ilusão criada pela sétima arte, como profissionais que aqui veem a oportunidade de aprofundar especialidades com peritos da área cinematográfica e audiovisual”, explica a organização.

O plano modular, constituído por 460 horas, apresenta um conjunto de etapas já abordadas aprofundadamente em outras edições, conjugado com novos desafios como a reportagem de eventos cinematográficos, a interpretação para cinema, a análise de narrativas olhando aos contextos de produção, uma aprofundada abordagem à pré-produção ou ainda a elaboração e planeamento de comunicação.

“Pretende-se, de forma similar às edições anteriores, que o curso seja capaz de produzir uma obra fílmica cuja qualidade lhe permita a participação em eventos cinematográficos de relevo, contribuindo para o enriquecimento curricular e profissional dos formandos”, acrescenta a organização.

Neste momento, a inscrição geral no curso custa 700 euros ou 350 euros para estudantes. Para sócios do festival, sócios Gerador, estudantes da Universidade de Coimbra ou da Universidade Aberta e Cineclubistas, a inscrição custa atualmente 300 euros.

Ao longo dos próximos meses, estão disponíveis módulos de réperage, produção, atores e casting, som e fotografia e realização, que funcionam numa lógica de formação intensiva, em horários pós-laborais.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Kyle Loftus via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.