A Companhia de Dança Contemporânea de Évora será uma das colaboradoras na programação do Centenário de José Saramago, que assinala os 100 anos do nascimento do escritor e Nobel da Literatura. O Programa Comemorativo, organizado pela Fundação José Saramago, conta até ao momento com a participação de mais duas companhias, Dança em Diálogos e Companhia Paulo Ribeiro.

Esta colaboração, que une as obras de José Saramago à dança contemporânea, pretende explorar a dinâmica das obras literárias do escritor em diversos formatos artísticos.

Companhia de Dança Contemporânea de Évora, estrutura apoiada pela Direção-Geral das Artes, foi criada pela coreógrafa e bailarina Nélia Pinheiro, com uma estratégia de decentralização cultural, criando um projeto artístico de intervenção comunitária. A companhia eborense apresentará duas obras coreográficas inspiradas no "Ensaio sobre a Cegueira" e no "Ensaio sobre a Lucidez".

Fundada em 2018 por Solange Melo e Fernando Duarte, a Dança em Diálogos tem como objetivo principal contribuir para a pluralidade na apresentação de espetáculos de dança em todo o território nacional. A Companhia Paulo Ribeiro, que celebrou em 2020 os seus 25 anos de existência, é uma companhia portuguesa de dança contemporânea residente no Teatro Viriato, em Viseu, com repertório próprio assinado pelo coreógrafo Paulo Ribeiro.

A comemoração do Centenário de José Saramago tem início em novembro deste ano e prolonga-se até 2022.

Texto por Ana Mendes
Fotografia de Paula Gil

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.