Inspirada pelos murais pintados para o festival Conversas na Rua, a fotógrafa Andreia Mayer revelou num conjunto de fotografias o seu olhar sobre as obras de arte urbana criadas nos últimos cinco anos para o festival. Esta exposição que inaugura amanhã pelas 18h30 na Central Gerador mostra os diferentes elementos retratados pela autora – a obra de arte, a luz e o espaço envolvente – numa conversa entre si.

“Se as paredes falassem, 2019” é a representação de diferentes focos de luz, sob a forma de obras de arte pública, que têm muito para contar a quem se cruza com eles. As linhas e formas em cada parede ajudam, também, a reinventar a cidade. Esta exposição integra imagens das obras de Ana Dias, Daniel Eime, Draw & Contra, Elsa Poderosa, Estúdio Altura, Gonçalo Mar, Hugo Lucas, Kruella D’Enfer, Nuno Alecrim, Odeith, Pantónio, Regg Salgado e Sara Morais.

Andreia Mayer licenciou-se em Línguas mas em 2017 decide mudar de vida agarrando a oportunidade de fazer fotografia. Começou a fotografar para o Gerador cobrindo concertos, palestras e outros, estando agora a colaborar regularmente com a revista onde mantém uma rubrica online de divulgação de artistas. Tem formação em Iluminação de Estúdio e, como freelancer, faz retratos individuais e de equipas bem como cobertura de eventos através da Startup Lisboa.

Fica atento ao Facebook e Instagram oficiais da Central Gerador para descobrires todas as novidades.

Onde fica a Central Gerador?

A entrada faz-se pela Rua Luis Pastor de Macedo, nas traseiras do edifício da Junta de Freguesia do Lumiar, pelo portão verde que estará aberto. A Central Gerador fica no Largo das Conchas, Casa da Cidadania, nº 5, Lumiar (Lisboa).